Praia: PAICV diz que investimento hoteleiro anunciado pela câmara não estava previsto no plano detalhado da Gamboa

Cidade da Praia, 28 Fev (Inforpress) – O líder da bancada municipal do PAICV, Vladimir Silves, afirmou hoje que o investimento hoteleiro na Gamboa, anunciado pela câmara da Praia, não estava previsto no plano detalhado do local, considerando ser mais uma pratica ilegal da edilidade.

Vladimir Silves fez essas considerações à Inforpress, reagindo ao anuncio da Câmara Municipal da Praia, do investimento hoteleiro, avaliado em 85 milhões de euros (9,3 milhões de contos), que está previsto sua construção na praia da Gamboa.

Segundo o deputado municipal, o projecto não passou pelo crivo da Assembleia Municipal, portanto, “não cumpre os requisitos legais”, classificando ao mesmo tempo, “ser uma prática recorrente da câmara”, liderada por Óscar Santos.

“Foi assim com a praça do Palmarejo, pois a obra está num estado como todos podem ver, em parte, por não ter cumprido todos os requisitos legais”, avançou.

O líder da bancada municipal do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição), alertou que “se está a engendrar um plano gradual de privatização”, de toda a orla marítima na Cidade da Praia.

“Se observarmos, desde a Gamboa até o cais, todos os empreendimentos, em toda a orla, é sempre no sentido de construir empreendimentos privados, privando o cidadão comum, o acesso a esse bem público que é a orla marítima na capital”, disse.

Vladimir Silves aproveitou, ainda, para anunciar uma visita do PAICV às obras do projecto que está a ser desenvolvido pelo empresário macaense David Chow, com o intuito de questionar a conclusão da mesma, no prazo em que foi estipulado.

“Nós vamos perguntar se a obra estará pronta em Abril de 2019 como foi anunciado”, disse.

Por outro lado, chamou a atenção das autoridades para estarem acauteladas, nos processos de grandes investimentos e exigirem a execução das obras, da mesma forma que se exige o cumprimento da lei por parte de qualquer cidadão.

“Anunciar grandes investimentos na comunicação social é fácil, qualquer político pode fazer. O problema é negocia-lo credível a ser um projecto que traga vantagens para os munícipes”, defendeu, sustentando que é necessário exigir as garantias que o projecto irá ser executado na totalidade e dento do prazo.

Recorde-se, o presidente da Câmara Municipal da Praia, Óscar Santos, anunciou, terça-feira, à Inforpress, que a praia da Gamboa vai receber um complexo hoteleiro, avaliado em 85 milhões de euros, com várias componentes turísticas.

Segundo o autarca, o investimento está a ser feito por um cabo-verdiano, em parceria com ingleses, mas não quis avançar nomes, indicando, entretanto, que futuramente o fará, anunciando as respectivas identidades.

Fonte: Inforpress