PAICV entrega denúncia crime contra Câmara da Praia

O grupo parlamentar do PAICV fez hoje a entrega, na Procuradoria-Geral da República (PGR) de uma denúncia crime contra o município da Praia. Em causa, a construção do Mercado do Coco.

Depois de entregar a participação, o deputado do PAICV, Julião Varela disse que o seu partido considera grave a situação na qual se encontra o Mercado do Coco.

Julião Varela afirma que o partido decidiu avançar com esta denúncia por entender que há indícios de gestão danosa. “Há indícios de má gestão e de irregularidades que põe em causa bens e recursos públicos”.

Para Julião Varela, as justificações para as diversas mudanças de data de conclusão da obra têm sido repetitivas, dando sinais de que são necessárias averiguações para a responsabilização de todos quantos tenham cometido irregularidades e ilegalidades à margem da autorização legal.

“Há indícios de desvios ou abuso de função, que podem gerar responsabilização dos titulares de cargos políticos, pois as circunstâncias indiciam uma gestão pouco clara, com eventuais irregularidades e ilegalidades, que cumpre averiguar e esclarecer”, acrescenta.

Para o deputado do PAICV, é ainda mais grave a ausência de explicação sobre como foi gasto o dinheiro na obra.

“A Câmara Municipal da Praia pretende ‘enterrar’ mais 350 mil contos nessa obra, esse dinheiro que é de todos os cabo-verdianos, que vai ser transferido pelo Governo de Cabo Verde”, sublinha.

Conforme disse, o Mercado do Coco, “caso fique pronto”, vai custar aos bolsos dos praienses e dos cabo-verdianos 1,3 milhões de contos.

De referir que os deputados do PAICV visitaram as obras do Mercado do Coco na semana passada e depois dessa visita prometeram apresentar uma denúncia crime à PGR.

Fonte: Expressodasilhas