Maio: Edson Alves apresentado oficialmente como cabeça-de-lista do PAICV para as eleições de 18 de Abril

Porto Inglês, 13 Mar (Inforpress) –  O candidato Edson Alves foi apresentado oficialmente, esta sexta-feira, 12, aos militantes e simpatizantes do PAICV na ilha do Maio, como cabeça-de-lista do partido para as eleições legislativas de 18 de Abril.

Formado em História, Edson Alves, de 38 anos, vai liderar a lista do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) e, no discurso dirigido aos presentes no acto, presidido pela presidente do partido Janira Hopffer Almada, aquele candidato prometeu trabalhar para que todos os maienses venham a ter melhores condições de vida.

Edson Alves, colocou a tónica na igualdade de oportunidades,  pluralidade de ideias e prometeu uma atenção especial à juventude maiense para que possa desbravar as suas ideias e capacidades dando os seus contributos para o desenvolvimento da ilha e não o contrário, justificando que ele é uma prova viva de que existe no Maio uma barreira para pessoas com ideias contrárias ao poder implementado na ilha.

“A ilha do Maio precisa tomar um novo rumo, a ilha precisa de uma poesia e da nova vivacidade e oportunidade e é esta a proposta que temos para a juventude maiense”, salientou acrescentando que o seu objectivo é fazer as pessoas da ilha acreditarem que o Maio também tem potencial para atingir a direcção que todos almejam chegar.

Prometeu, por outro lado, ser um servidor do povo em todos os momentos e frisou que durante o seu percurso na vida política e social sempre esteve na linha da frente a lutar para as causas da ilha, pelo que vai continuar com o mesmo espírito por defender o ideal da justiça social, da liberdade de pensamento e de oportunidades.

“Queremos também um Maio para todos, para que ela esteja dentro do projecto do partido que é ter um Cabo Verde para todos”, enfatizou prometendo, juntamente com a sua equipa, fazer uma campanha legislativa alegre e  com elevação.

Por seu lado, a presidente do PAICV, Janira Hopffer Almada, disse que a escolha da ilha do Maio para fazer a primeira apresentação das listas para o pleito de 18 de Abril, tem como objectivo passar a mensagem de  “inclusão e valorização”, demonstrando que a ilha também faz parte do todo nacional e, por isso, precisa de uma atenção especial.

Para a líder do PAICV, a ilha do Maio ficou esquecida nos últimos cinco anos e as grandes promessas ou compromissos assumidos com os maienses como aeroporto internacional, Centro de Saúde de referência, entres outros, foram ignorados, pelo que, exortou os maienses a fazerem uma nova escolha no próximo dia 18 de Abril, com vista a se conseguir um “Cabo Verde para todos”.

Fonte: Inforpress