Legislativas/Ribeira Grande: Janira Hopffer Almada afirma que cabo-verdianos estão atentos à desgovernação no país

Ribeira Grande, 19 Mar (Inforpress) – A presidente do PAICV, Janira Hopffer Almada afirmou hoje, na Ribeira Grande, que os cabo-verdianos estão atentos à desgovernação no país e acredita que necessitam, neste momento, de esperança de que “a situação vai mudar”.

Janira Hopffer Almada, que falava durante a apresentação da lista do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) por Santo Antão, para as eleições legislativas de 18 de Abril, salientou que Cabo Verde não está bem e que os cabo-verdianos sabem que as “promessas” não foram “cumpridas”.

A líder do PAICV afirmou que durante estes cinco anos o Governo “falhou” na solução para os transportes, saúde, educação, investimentos na agricultura e pesca bem como o estrangulamento a nível dos impostos.

“As autárquicas de 25 de Outubro foram o primeiro sinal que cabo-verdianos enviaram para todos os políticos. Foi uma luta desigual, mas foi uma vitória da humildade sobre a arrogância e do trabalho contra a injustiça”, frisou Janira Hopffer Almada.

Neste sentido a candidata a primeira-ministra enfatizou que deseja um “Cabo Verde para todos” onde a saúde não é luxo e sim um “direito”.

“Cada família tenha acesso a uma habitação condigna, queremos um Cabo Verde em que a educação seja universal e o ensino universitário não fique só para algumas ilhas e cidades. Queremos um Cabo Verde onde a agricultura é valorizada e que o mundo rural tenha investimentos. Queremos um Cabo Verde onde os pescadores são lembrados e tenham apostas para aumentar a captura. Queremos um Cabo Verde que não gasta 600 mil contos em viagem enquanto não tem exame de TAC para os carenciados”, elencou a presidente do PAICV.

Janina Hopffer Almada acentuou que esse é o Cabo Verde que sonha e é para este país que luta todos os dias.

“Não há nada que me desmotive deste combate ou trave essa determinação de colocar Cabo Verde em primeiro lugar e trabalhar para cada cabo-verdiano que quer, como eu, um Cabo Verde para todos e é com essa fé e vontade com base na verdade que prometo que vou trabalhar todos os dias no limite das minhas forças, com suor e sacrifício para melhorar a vida de cada cabo-verdiano”, finalizou Janira Hopffer Almada.

O candidato Albertino Mota, que ocupa a segunda posição na lista que o PAICV apresenta para o embate eleitoral de 18 de Abril, em Santo Antão, afirmou que a ilha precisa urgentemente de um novo ritmo, visão e projecto de governação.

“Em 2016 fomos enganados e bombardeados com uma panóplia de promessas falsas, populistas, apenas com a intenção de ganhar votos. O actual Governo prometeu mundos e fundos, com soluções e felicidade para Cabo Verde e não cumpriu”, afirmou Albertino Mota que frisou que “como não cumpriram, agora todo esse conjunto de promessas de 2016 está a ser ‘refogada’ em 2021 para mais uma vez enganar os cabo-verdianos”.

Para o candidato do PAICV faltou “responsabilidade” e “capacidade de analisar”.

“Não souberam definir as reais prioridades do país em função daquilo que eram e são os recursos que temos”, disse.

Entretanto temos dois santantonenses como membros do Governo e um como presidente da Assembleia Nacional e pergunto qual é a marca que eles deixaram em Santo Antão como prova da sua passagem pelo Governo e pela Assembleia Nacional”, questionou Albertino Mota.

“Para construir um Cabo Verde para todos precisamos eleger um Governo que sabemos que, contrariamente a este que temos agora vai cumprir com seriedade engajamento, transparência e justiça”, finalizou.

Para as eleições de 18 de Abril de 2021, o PAICV apresenta a seguinte lista de candidatos a deputado pelo círculo eleitoral de Santo Antão:

Efectivos:

1 – Rosa Lopes Rocha;

2 – Albertino Baptista Mota;

3 – Alcides João da Luz;

4 – Maria Teresa da Cruz;

5 – João Fonseca Fernandes Ferreira;

6 – Wanderleia Soares Nascimento.

Suplentes:

1 – Airson Delgado Cruz;

2 – Andreia Santos Pio Alves;

3 – Rony Lopes Maocha;

4 – Maria do Rosario Lima Fonseca;

5 – Osmar Lopes da Silva;

6 – Luciano Lopes Rocha.

Fonte: Inforpress