Fogo: Câmara tem dado sinais muito positivos e recuperou a dignidade desbaratada pelo MpD – Manuel da Luz Alves

São Filipe, 13 Jan (Inforpress) – A Câmara Municipal de São Filipe “merece toda a confiança” e em apenas um ano de mandato deu sinais “muito positivos e encorajadores” de uma organização “sólida, competente, transparente e com visão”, considerou o presidente da CPR do PAICV.

Foi assim que Manuel da Luz Alves, presidente da Comissão Política Regional (CPR) do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), reagiu, hoje, em conferência de imprensa, à avaliação feita na quarta-feira pela Comissão Concelhia do Movimento para a Democracia (MpD) sobre os 14 meses de governação de Nuias Silva.

Para o PAICV, o actual presidente recuperou a dignidade dos Sanfilipenses que foi “desbaratada” pelo MpD, no seu mandato 2016/20, e está a criar as bases sólidas para um franco desenvolvimento do município.

“São esses sinais positivos de boa governação com transparência, competência, visão e dinamismo que fazem o MpD São Filipe, através do seu líder, Filipe Santos, revelar total desespero e descaramento, na politiquice barata e desenvergonhada, sabendo que esta câmara encontrou uma gestão desastrosa e imbuída de alegados actos criminosos praticados pela gestão do MpD”, disse Manuel da Luz Alves.

Este apontou o facto de a câmara anterior ter recebido 22 mil contos de uma ONG Luxemburguesa para a construção da escola de Jardim Batente e para a reabilitação da escola de Italiano sem fazer as construções, de não ter concluído a obra de Salinas apesar de receber 38 mil contos da União Europeia, de ter emprestado 150 mil contos para financiar as obras no sector desportivo e não conseguiu concluí-las, além da questão da lixeira que ficou por resolver.

Igualmente indicou os recursos recebidos pela Câmara do MpD que “não foram devidamente investidos” nos projectos, da não realização de concursos, que beneficiou amigos e militantes, de entre outras irregularidades.

Manuel da Luz Alves indicou que depois deste “passado sombrio”, agora é possível falar de ganhos em apenas um ano de mandato, tendo conseguido novo financiamento para as escolas de Jardim Batente e de Italiano, resgatar o projecto para Salinas orçado em 100 mil contos, negociar com o Governo e ANAS a implementação do aterro controlado, o projecto do estádio 5 de Julho.

Na lista da Comissão Política Regional do PAICV consta ainda o refinanciar do projecto de água para Campanas de Cima, a construção da primeira piscina municipal, aquisição para breve de seis embarcações de pesca, devidamente equipadas, sistema de atribuição de subsídios para o apoio escolar e para o transporte escolar transparente e justo, bem como a execução do plano de mitigação do mau ano agrícola.

“Com capacidade de mobilização e diálogo junto do Governo, para mais investimentos na ilha, e da ASA conseguiu reorientar o investimento da electrificação da actual pista de São Filipe proposto pela Câmara do MpD, para um ambicioso projecto de remodelação e ampliação da gare, obra que arranca no início de 2022 para trazer mais conforto aos nossos emigrantes, visitantes e turistas, no embarque e desembarque”, disse Manuel da Luz Alves.

O mesmo apontou ainda projectos na área de habitação social, a realização de concurso público, processo de institucionalização do ensino superior na Região Fogo/Brava em parceria e envolvimento do Governo, implementação de uma incubadora municipal, de entre outras realizações.

Para a CPR do PAICV, São Filipe precisa de uma oposição responsável, que fale a verdade aos munícipes e aprenda, de uma vez por todas, de que o que está em causa são os superiores interesses dos munícipes de São Filipe, sublinhando que o MpD “falseou” a verdade com a sua avaliação e que há sinais em vários pontos do município e projectos em curso ou a iniciar.

JR/ZS

Fonte: Inforpress