Elvis Lima eleito novo líder do PAICV na Boa Vista: Nosso principal objectivo é ganhar as próximas eleições autárquicas na ilha

Elvis Lima foi eleito, por maioria qualificada, nas diretas de sábdo,30, para o cargo de Presidente da Comissão Política Regional (CRP) do PAICV (oposição) na Boa Vista. O jovem político, que exerce atvidade privada na área de hotelaria e turismo, estabelece como principal objetivo trabalhar para ganhar as próximas eleições autárquicas na ilha. «O que sentimos no terreno é que a população anseia por uma alternativa à atual equipa (Edil José Luís Santos do Movimento Basta) que governa a ilha da Boa Vista. O PAICV tem um conjunto de quadros bem formados, com competência e experiência em várias áreas. Mais: o PAICV tem projeto político e ideias claras para o desenvolvimento da Boa Vista. Portanto, posso afirmar, com toda a convicção, que temos todas as condições para vencer as próximas eleições autárquicas e construir um futuro melhor para a ilha da Boa Vista», avisou Elvis Lima, em entrevista exclusiva ao ASemanaonline, que publicamos a seguir.

Elvis Lima eleito novo líder do PAICV na Boa Vista: Nosso principal objectivo é ganhar as próximas eleições autárquicas na ilha
A Semanaonline – Como se sente com a sua eleição, nas diretas de Sábado último, como Presidente da Comissão Política Regional do PAICV na Boa Vista?
Elvis Lima – Para mim é uma honra receber a confiança dos militantes na Boa Vista. O PAICV na Ilha formou grandes quadros líderes cabo-verdianos. Recordo-me de Aristides Pereira que desempenhou as funções de primeiro Presidente da Republica de Cabo Verde, de Aristides Lima que exerceu as funções de Presidente da Assembleia Nacional e outros que desempenharam altos cargos na governação do país. Para mim, é uma honra receber a confiança dos militantes e é com sentido de responsabilidade que assumo a liderança do Partido na Boa Vista . Acredito que tanto eu como a minha equipa estamos preparados, motivados e realmente engajados na inauguração de um novo momento para o partido com vista a dar um contributo decisivo na construção duma ilha de Boa Vista melhor.

Foi eleito com uma maioria simples ou de forma confortável?
– O facto de 99% dos militantes que exerceram o seu direito de voto terem votado SIM na nossa lista. Naturalmente que isto me dá uma motivação acrescida para trabalhar em prol do partido, mas principalmente a ajudar a ilha da Boa Vista a sair da situação em que se encontra. Consideramos a participação dos militantes de muito boa: tivemos mesas de voto em quase todas as localidades e a aderência foi muito boa às urnas.

Como está constituída a sua nova equipa, sobretudo em termos da renovação com novos quadros e competência?
– Dos integrantes da nossa equipa apenas um membro já tinha participado neste órgão. Portanto, estamos a falar de uma renovação na ordem dos 90%. Temos uma equipa com representantes de todos os povoados e com competência em várias áreas de formação. É uma equipa equilibrada em termos de género, mas o mais importante é a motivação que os membros dessa equipa partilham para trabalhar em prol do desenvolvimento da Ilha da Boa Vista.

Principais desafios da nova liderança

Qual vai ser a principal aposta da sua liderança?
– O nosso principal objetivo é trabalhar para ganhar as próximas eleições autárquicas. Para isso, vamos fazer um esforço de reorganização do Partido nos próximos dois meses, definir os candidatos a Presidente da Camara Municipal e Assembleia Municipal no 1º trimestre do ano de 2020 e iniciar um trabalho de mobilização da população da ilha da Boa Vista, principalmente da Juventude para aderir ao projeto politico do PAICV e mudar o rumo da Ilha da Boa Vista.

O PAICV está altura de reconquistar a Câmara da Boa Vista, que perdeu depois da segunda legislatura autárquica, nas próximas eleições?

– Sim. Neste momento nos sabemos que o atual Presidente da Câmara Municipal da Boa Vista é o 2º mais mal avaliado do país e sabemos que a ilha da Boa Vista é onde o Governo do MPD tem a nota mais negativa do país. O que sentimos no terreno é que a população anseia por uma alternativa à atual equipa (Edil José Luís Santos do Movimento Basta) que governa a ilha da Boa Vista. O PAICV tem um conjunto de quadros bem formados, com competência e experiência em várias áreas. Mais: o PAICV tem projeto político e ideias claras para o desenvolvimento da Boa Vista. Portanto, posso afirmar, com toda a convicção, que temos todas as condições para vencer as próximas eleições autárquicas e construir um futuro melhor para a ilha da Boa Vista.

Deficiente funcionamento dos serviços do Estado e revidações da população

No tocante ao funcionamento das estruturas desconcentradas do Estado na ilha, o que mais os boavistenses reivindicam?
– A principal revindicação tem a ver com a prestação dos cuidados de saúde. Continuamos a ter condições precárias de cuidados de saúde na ilha da Boa Vista.
Ao nível de educação, sentimos que a população revindica melhor condições tanto no ensino básico como no ensino secundário e também revindica condições para a formação técnico-profissional na ilha. Existem várias carências a nível das condições para a prática da Agricultura e Pecuária no interior da ilha. As populações do interior se sentem abandonadas à sua sorte.

O que a sua liderança pensa fazer para a resolução dessas reivindicações da população?
– Nos vamos privilegiar o contacto com a população da Boa Vista para se inteirar dos seus problemas e iremos articular com os nossos representantes tanto na Assembleia Municipal como na Assembleia Nacional para levarem os problemas da Boa Vista para esses dois órgãos de decisão. Nas próximas eleições, vamos apresentar uma equipa forte, capaz e competente para melhor governar a nossa querida ilha da Boa Vista.

Fonte: Asemana