Cabeça-de-lista do PAICV propõe projectar Cabo Verde a partir de São Vicente

Mindelo, 20 Mar (Inforpress) – A cabeça-de-lista do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) pelo círculo eleitoral de São Vicente disse que quer trabalhar em parceria com a comunidade e projectar Cabo Verde a partir de São Vicente

Josina Freitas, que falava no acto de apresentação das listas do PAICV pelo círculo eleitoral de São Vicente para as eleições legislativas de 18 de Abril, afirmou que o caminho para essa projecção já se iniciou com diálogo com os jovens, que pediram “oportunidades, inclusão e justiça”.

“Para fazermos essa diferença, para promovermos a inclusão, para criarmos oportunidades, temos que fazer uma parceria com cada cidadão no dia 18 de Abril”, afirmou.

Josina Freitas lembrou que o partido defende a regionalização administrativa dentro de uma ampla reforma do Estado. Também prometeu encontrar junto com “cada um” dos sanvicentinos “soluções para emprego e oportunidades de investimentos nos sectores ligados ao mar e à cultura entre outros”.

A cabeça-de-lista do PAICV por São Vicente sustentou que é preciso assumir que Mindelo já é uma cidade universitária, que a ilha precisa de uma residência universitária para dar o salto em frente.

Também defendeu a necessidade de debater sobre os bloqueios e fragilidades da justiça porque, observou, “nenhum Estado sem justiça pode afirmar-se democrático”.

“Acima de tudo, precisamos de um grande investimento na educação cívica para a cidadania”, adiantou Josina Freitas, para quem é preciso que cada um compreenda e conheça a sua realidade para poder participar nas decisões que são tomadas no parlamento e que dizem respeito aos cidadãos.

O acto de apresentação dos candidatos foi liderado pela presidente do partido, Janira Hopffer Almada, que defendeu que “Cabo Verde precisa de uma governação transparente, porque os cabo-verdianos precisam saber como é que os seus recursos estão a ser gastos”.

A mesma prometeu construir “Um Cabo Verde Para Todos”, assumindo “um compromisso com a verdade e uma luta com a responsabilidade”.

“Das nossas bocas vocês vão ouvir sempre a verdade. Vão ouvir compromissos que poderemos cumprir em cinco anos, não vamos fazer promessas falsas nem vamos prometer obras para fazer estudos. Apresentaremos projectos e vamos concretizá-los”, sentenciou Janira Hopffer Almada.

Fonte: Inforpress