Binter vai parar a partir de 1 de Abril. Agências de viagem pedem intervenção do Governo

A Transportes Interilhas de Cabo Verde (TICV), da Binter, suspendeu a venda de bilhetes para a ligação interilhas a partir de 1 de Abril. A companhia ainda não deu qualquer explicação.

A Associação das Agências de Viagem e Turismo de Cabo Verde a TICV lamenta. “É com muita preocupação que a AAVT tomou nota, a partir dos seus associados, da indisponibilidade de voos da Transporte Inter-Ilhas de Cabo Verde (TICV) no sistema GDS de vendas de passagens aéreas, a partir do dia 01 de abril, sem uma explicação plausível dos responsáveis”.

Em nota de imprensa, a AAVT afirma “tratar-se-á de uma situação inusitada e que, sobretudo nestes tempos difíceis para a aviação civil, vem acrescer ainda mais as dificuldades económicas sentidas pelas agências de viagens nacionais, pois que torna quase impossível a planificação e venda antecipada de passagens áreas, inclusive, a nível internacional, já que os emigrantes e outros passageiros da Diáspora recusam-se a adquirir passagens aéreas para Cabo Verde, sem garantia de ligações internas aéreas às diferentes ilhas”.

A AAVT aponta ainda para as “dificuldades acrescidas que tal situação acarreta para as nossas agências associadas, numa altura em que a sobrevivência dos nossos negócios está por um fio, com a crise global, resultado do COVID-19”.

Pior, diz o comunicado, “os contatos estabelecidos com as entidades competentes não resultaram em nenhum cabal esclarecimento, estando as agências de viagens nacionais em completo escuro sobre as causas e, mais importante, as soluções e prazos para a resolução definitiva do problema”.

Por causa disso, a AAVT insta “a quem de direito a tudo fazerem para a resolução imediata desta questão, por forma a evitar mais danos às agências de viagens e que poderão revelar-se irreparáveis com o agravar da situação crítica com que nos deparamos, de momento”.

Fonte: SantiagoMagazine