Secretario permanente do SLTSA diz que situação dos trabalhadores de Santo Antão é “crítica”

Cidade das Pombas, Paul, 19 Jun (Inforpress) — O secretário permanente do Sindicato Livre dos Trabalhadores de Santo Antão (SLTSA), Carlos Bartolomeu, disse hoje, no auditório do Liceu António Januário Leite, que a situação dos trabalhadores de Santo Antão é “crítica”.

Em declarações à imprensa após a reunião dos respectivos Órgãos Sociais, o sindicalista justificou que na legislatura anterior, o Governo “pouco ou nada” dialogou com o SLTSA.

Segundo a mesma fonte, o SLTSA tem tentado exercer a sua função, procurando formas de dialogar com diferentes instituições nomeadamente com o Governo de Cabo Verde, mas sem sucesso.

“Temos procurado dialogar mas este existe só do lado do SLTSA”, enfatizou Carlos Bartolomeu.

A mesma fonte indicou que os trabalhadores do Ministério da Agricultura e do Ambiente (MAA) que trabalham pela segurança alimentar do País “não são vistos”.

O sindicalista denunciou ainda que em alguns mistérios como o da Educação e também da Saúde têm discriminado os seus funcionários, o que, lamentou, “são situações que deixam o sindicato muito triste”.

O secretário permanente do SLTSA acentuou ainda que está solidário com o pessoal que trabalha directamente com o turismo, porque, segundo o mesmo, este sector está “deambulando” no meio da pandemia.

“Pensamos que tem aparecido medidas avulsas para tentar minimizar todo o sofrimento [das pessoas] deste sector tão importante para o desenvolvimento de Cabo Verde”, considerou Carlos Bartolomeu.

LFS/ZS

Fonte: Inforpress