São Domingos: Novo presidente da Câmara reitera propósito de colocar município na senda do desenvolvimento

Cidade da Praia, 13 Nov (Inforpress) – O novo presidente da Câmara Municipal de São Domingos, Isaías Varela, hoje investido do cargo, reiterou o seu propósito de trabalhar para colocar o município na senda do desenvolvimento de Santiago e de Cabo Verde.

Durante o seu discurso na cerimónia de investidura dos novos eleitos para a câmara e assembleia municipais para o mandato 2020-2024, Isaías Varela, apresentado a escrutínio pelo PAICV, que pela primeira vez esta a governar São Domingos, frisou que desde o início estabeleceu que a satisfação das necessidades dos sandominguenses seria a sua “aposta angular”.

Para tal, adiantou que vai apostar numa governação estribada na alavancagem das potencialidades locais, no desenvolvimento da economia e na promoção de parcerias com entidades públicas e privadas, de modo a colocar o concelho na senda do desenvolvimento de Santiago e de Cabo Verde.

“O Povo de São Domingos escolheu um projecto, uma nova equipa e uma nova visão de desenvolvimento, assente no compromisso de materializar as potencialidades do município, promover um desenvolvimento integrado e harmonioso, trazer as pessoas para a centralidade das acções e opções políticas, gerar oportunidades de emprego e rendimentos para empoderar os jovens e as famílias e desenvolver o município de uma forma inclusiva, sem deixar ninguém para trás”, disse.

Para a materialização desta missão elege como caminho a parceria com o Governo, com as empresas, com as instituições da sociedade civil organizadas, com quadros e famílias de São Domingos, residentes e na diáspora.

“Esta parceria constitui o único caminho possível para atingir os objectivos propostos e garantir a qualidade de vida dos munícipes, pela via do emprego, do rendimento, da competitividade e da geração de riquezas”, acrescentou.

Isaías Varela reiterou as várias promessas feitas durante a campanha eleitoral nomeadamente a transformação de São Domingos num município moderno, infra-estruturado, actrativo para a fixação de residência, um município de oportunidades para a juventude e para o sector privado, facilitador e promotor de investimentos estruturantes.

O novel edil demonstrou-se ciente dos desafios e do combate que vai ter que empreender e das dificuldades. Disse contar com todos nessa jornada longa e desafiante, certo de que o seu objectivo é servir, unicamente, os interesses do concelho e das pessoas de São Domingos.

Por seu lado, a presidente da Assembleia Municipal, Felismina Moreno, prometeu zelar para o cumprimento escrupuloso das leis que regulam o papel dos eleitos, enquanto fiscalizadores e defensores dos interesses dos munícipes.

“Prometemos uma fiscalização amiga e democrática, mas firme, fiel e imparcial. Preventiva, mas também, justiceira, sonhando junto com o povo para realizar, colocando-nos no papel do outro”, sustentou.

A cerimónia de investidura dos órgãos municipais eleitos, nas eleições de 25 de Outubro, foi presenciada pela ministra das Infra-estruturas, Habitação e Ordenamento do Território, Eunice Silva, que manifestou toda abertura do Governo para continuar a colaboração com a equipa eleita no sentido de manter a dinâmica de desenvolvimento em São Domingos.

Apesar de a nova equipa não ser de cor partidária da do Governo, a ministra não antevê qualquer problema no relacionamento institucional entre os dois poderes.

“Nós temos quatro anos e meio de mandato e temos trabalhado com todas as câmaras sem excepção, inclusive as câmaras onde o PAICV é poder. Portanto não se pode colocar o problema de relacionamento neste momento. Nós vamos continuar a trabalhar da mesma forma”, garantiu a governante.

Nas eleições autárquicas de 25 de Outubro em São Domingos, o PAICV, liderado por Isaías Varela, saiu vencedor ao conquistar 3.755 votos, correspondente a 54.2%. O MpD, que concorreu à sua própria sucessão, conseguiu 2.689 (38.8%) elegendo sete deputados, tendo o PAICV elegido 10 dos 17 deputados e todos os sete vereadores.

Concorreu ainda a candidatura de “Ami é San Domingus” liderada por Milton Paiva que conseguiu apenas 313 votos para a Câmara e 341 para a Assembleia, equivalente a 4,5% e 4,9% das votações.

Fonte: Inforpress