Santiago: Hiacistas aumentam 50 escudos no percurso Assomada-Praia e vice-versa

Assomada, 11 Out (Inforpress) – O percurso Assomada/Praia e vice-versa a partir do dia 15 de Outubro sofrerá um aumento de 50 escudos, ou seja, passa de 250 para 300, conforme a nova tabela de preços divulgada pela Associação dos Hiacistas de Santa Catarina.

A nova tabela, que vai entrar em vigor esta sexta-feira, 15, conforme avançou hoje à Inforpress, um dos proprietários de hiace Mário Jorge Borges, conta com “forte apoio e suporte” da Associação Nacional de Condutores Profissionais e do sindicato que representa a classe.

“O aumento do preço deve-se ao aumento dos combustíveis e aumento do custo de vida e a insustentabilidade do próprio serviço [transportes colectivos interurbanos de passageiros] que prestamos”, justificou o também presidente da Associação dos Hiacistas de Santa Catarina.

Este serviço, que segundo ele prestam ao Estado de Cabo Verde mediante o licenciamento para tal tem prejudicado os proprietários que têm tido mais despesas do que lucro.

Perante tal situação, o também condutor de hiace lembrou que a associação que dirige enviou uma proposta à Agência Reguladora Multissetorial da Economia (ARME) que remeteu a Direcção-geral dos Transportes Rodoviários (DGTR), que os informou que a actualização dos preços dos transportes é da competência do Parlamento.

“Se ficarmos à espera até a aprovação da lei no Parlamento vamos morrer de fome”, atirou Borges, que lembrou que a proposta enviada à ARME e DGTR inicialmente previa um aumento de 250 para 400 escudos, em vez de 250 para 300 escudos.

Questionado porque é que a associação não pediu a isenção a suspensão/redução de cobranças de impostos, licenças, renovação de licenças e alvarás em vez de aumentar os preços das passagens de hiaces, Mário Jorge Borges informou que fizeram num encontro com o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, e que este afirmara categoricamente que não ia conceder e nem subvencionar os combustíveis para os hiaces.

Na ocasião, lembrou que o preço de transporte público mais barato é na ilha de Santiago, e que se for vista pela distância percorrida com as demais ilhas não se compara.

Por tudo isso, assegurou que a nova tabela vai entrar em vigor a partir desta sexta-feira, 15, e que caso as autoridades interferirem para que tal não aconteça, avisou que “há mil e uma formas de luta”.

De acordo com a nova tabela, a partir do dia 15 de Outubro Assomada/Praia e vice-versa e Praia/Assomada (Cruz de Picos) passam a ser 300$00, Assomada/Ribeirão Chiqueiro, Assomada/Variante São Domingos, Praia/Picos (Babosa a Chandregue) 250$00, Assomada/São Domingos 200$00, Assomada/Gudim e Praia/Órgãos 180$00, Assomada/Órgãos Pequeno 170$00, Assomada/Órgãos 150$00, Praia/São Domingos 130, Praia/Ribeirão Chiqueiro 80$00.