Propostas do PAICV têm vindo a merecer acolhimento dos cabo-verdianos – secretário-geral

Cidade da Praia, 05 Abr (Inforpress) – O secretário-geral do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV-oposição), Julião Varela, disse hoje que as propostas que a força política tem estado a apresentar têm vindo a merecer acolhimento dos cabo-verdianos.

Julião Varela falava à imprensa à margem de uma reunião do Conselho Nacional do partido, na Assembleia Nacional, para aprovar as Contas do partido de 2021 e o Orçamento para 2022, isso no âmbito da preparação para XVII congresso do PAICV, a acontecer entres os dias 8, 9 e 10 de Abril, onde irá acontecer a apresentação da Moção de Estratégia de Orientação Política Nacional e as eleições do Conselho Nacional e da Comissão Nacional de Jurisdição e Fiscalização.

“O PAICV é alternativa à governação e tem apresentado inclusivamente propostas que efectivamente no seu devido tempo irão ser apreciadas. Aliás, propostas foram apreciadas já nas autárquicas passadas, nós melhoramos o resultado ao nível das autárquicas, tínhamos duas câmaras e passamos a ter oito, mas também melhoramos o score eleitoral, relativamente às legislativas conseguimos aumentar mais um deputado e o candidato presidencial apoiado pelo PAICV conseguiu vencer à primeira volta”, disse.

Isto significa, segundo este responsável, que as propostas que o PAICV tem vindo a apresentar tem merecido acolhimento dos cabo-verdianos, por isso, acrescentou, o partido vai continuar a trabalhar para se apresentar como alternativa séria para os próximos embates eleitorais, tendo em conta o passado da governação do PAICV “que privilegia fundamentalmente a sociedade, a população na procura sempre de melhoria das condições de vida dos cabo-verdianos”.

“Como é sabido, estamos num ambiente extremamente desafiante, a situação de crise que o País atravessa neste momento coloca desafios importantes, portanto o PAICV vai (neste congresso) traçar um conjunto de estratégias no sentido de dar o seu contributo para ajudar o País a sair dessa situação de crise e, ao mesmo tempo, preparar o partido para os próximos embates eleitorais, a começar pelas autárquicas de 2024 e depois as legislativas de 2026”, acrescentou.

Julião Varela ressaltou ainda que no quadro da preparação deste congresso, várias estruturas regionais renovaram os seus mandatos e que a nível sectorial também tem havido renovação das estruturas de maneira que o partido irá se apresentar “bastante renovado” e com “bastante força” para enfrentar os desafios que o futuro coloca neste momento.

Questionado se está disponível para continuar como secretário-geral do PAICV, Julião Varela respondeu que esta é uma responsabilidade do presidente do partido.

“Ele é que tem a prerrogativa, nem será o congresso a fazer isso, será numa primeira reunião do conselho nacional após o congresso, de maneira que competirá a ele escolher. Nós temos um leque variado de militantes disponíveis e competentes para ajudar o partido a conseguir os seus objectivos”, frisou.

GSF/ZS

Fonte: Inforpress