PRESIDENTE DO PAICV RECEBE VISITA DE CORTESIA DO EMBAIXADOR DA RÚSSIA EM CABO VERDE

A Presidente do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), Janira Hopffer Almada recebeu hoje, a seu pedido e em visita de cortesia, o Embaixador da Rússia, em Cabo Verde, Sokolenko Vladimir Grigorievich.

“Foi um encontro importante e que permitiu partilhar com o Embaixador a nossa visão estratégica de desenvolvimento com base naquilo que já foi feito durante os anos de governação do PAICV, mas também, numa perspectiva de alternativa credível para o futuro”, salientou, em declarações aos Órgãos de Comunicação Social”, Janira Hopffer Almada.

Para a Líder do PAICV os representantes diplomáticos estão cientes do papel que o PAICV teve, tem, continua a ter e terá no futuro do País. “Temos uma visão estratégica para o desenvolvimento de um Cabo Verde para todos e em razão disso temo-nos posicionado, claramente, contra a forma como actual Governo tem feito a gestão do país, com particular incidência em alguns sectores”, avançou.

O PAICV também é crítico no tocante à diplomacia desenvolvida pelo actual Governo, pois considera que esta “não tem servido os interesses do país por não estar estribada em valores e princípios que garantam o respeito pela Soberania da Ordem Jurídica e da Ordem das Instituições do Estado e não adoptar uma moral patriótica na acção diplomática”.

“A nossa ver, e na política externa, é preciso ter uma atenção cuidada aos riscos de transferência da soberania, quando, sobretudo, não somos, nem temos, elementos de potência, de força e de poderio militar”, esclareceu.

Por isso, o PAICV defende que “Cabo Verde deve ter inteligência estratégica para construir a persuasão e não enveredar pelo caminho dos anúncios políticos de potência, devendo manter o realismo e a prudência, e desenvolver uma cooperação que respeite a reciprocidade”.

Por sua vez, Sokolenko Vladimir Grigorievich realçou as intenções do seu País em reforçar as relações bilaterais com Cabo Verde, nomeadamente no domínio do Turismo, com a entrada em vigor do acordo de isenção recíproca de vistos entre os dois países, perspectivando um aumento do fluxo de turistas russos, bem como, de operadores turísticos nos próximos tempos.