Presidenciais 2021: José Maria Neves inicia campanha em São Vicente e propõe deslocar-se a todas as ilhas

Cidade da Praia, 30 Set. (Inforpress) – O candidato presidencial José Maria Neves dá o pontapé de saída na campanha eleitoral, para as eleições de 17 de Outubro, com um comício na ilha de São Vicente, para a apresentação das suas propostas ao eleitorado sanvicentino.

A escolha de São Vicente para iniciar a caminhada eleitoral, segundo explicou, está enquadrada na sua proposta de descentralização e desconcentração e garante que fará o possível para estar em todos os pontos do país, apesar dos constrangimentos de transportes..

“A minha perspectiva é de descentralizar e desconcentrar e quero dar o exemplo na campanha e no exercício da função presidencial. Então a campanha será muito descentralizada, muito presente em todas as ilhas do país, em todos os municípios e comunidades, e farei o possível para estar em todos os pontos do país. Há o constrangimento dos transportes, mas farei os possíveis para estar em todo o país”, disse.

José Maria Neves propõe uma campanha que seja “alegre, elevada e com muita leveza de espírito”, para o debate de ideias e construção de soluções e uma campanha inovadora, com ideias e propostas novas e diferentes.

“É o que tenho feito. Desde o lema da campanha às minhas propostas, nós temos já inovado. Fomos o único candidato que escolheu mandatários da sociedade civil no quadro da criação de um grande movimento-cidadão em todas as ilhas, em todos os municípios e em toda a diáspora. Nunca se fez uma mobilização de tal envergadura”, realçou o ex-primeiro-ministro.

O candidato propõe também uma !campanha despartidarizada”, para que a mesma seja “efectivamente” um movimento cívico cidadão, capaz de mobilizar a sociedade civil cabo-verdiana para enfrentar os desafios dos futuros.
José Maria Neves, que se auto-define como um “democrata, que respeita as diferenças, uma pessoa tolerante”, candidata-se pela primeira vez ao cargo de Presidente da República, para, segundo diz, continuar a servir Cabo Verde.

Tendo como slogan da sua candidatura “juntemos as mãos, a cabeça e coração para ganharmos Cabo Verde”, aponta a reconstrução do país no pós-pandemia e a modernização do arquipélago para acelerar o passo, como sendo as suas prioridades.

No seu manifesto de candidatura, Neves destaca a consolidação do estado direito, o reforço da confiança da justiça, a melhoria da coesão social e da prosperidade inclusiva, a descentralização insular e a governação territorial, a unificação do território e o relançamento da economia.

Nas presidenciais do dia 17 de Outubro, concorrem outros seis candidatos – Fernando Delgado, Gilson Alves, Carlos Veiga, Hélio Sanches, Casimiro de Pina e Joaquim Monteiro.

As últimas eleições presidenciais em Cabo Verde ocorreram no dia 02 de Outubro de 2016, com três candidatos (Albertino Graça, Jorge Carlos Fonseca e Joaquim Monteiro), venceu Jorge Carlos Fonseca na primeira volta com 74% dos votos, para um segundo mandato.

MJB/JMV
 Inforpress