Praia: Presidente da câmara recusa ideia de que há retrocesso na recolha de lixo na capital (c/áudio)

Cidade da Praia, 12 Jul (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal da Praia recusou hoje a ideia de que há retrocesso no trabalho de recolha de lixo na capital, informando que a edilidade vai ser líder no processo de saneamento no País.

Francisco Carvalho fez esta intervenção à imprensa, à margem da visita que realizou aos vários bairros da capital, no âmbito da implementação do plano de preparação da época das chuvas.

Conforme o edil, “não há retrocesso”, explicando que está a “acompanhar com serenidade” a forma como as coisas têm vindo a acontecer, informando, por outro lado,  que a edilidade tem um projecto que vai ser implementado e que fará da autarquia a “líder no país” em termos de saneamento.

“Não há retrocesso, estamos a trabalhar e garanto que a Câmara Municipal da Praia vai liderar o processo de saneamento no país”, avançou, sublinhando que tem um projecto para o “futuro da capital”.

O autarca assumiu que o saneamento básico e recolha de lixo exige “planificação, estudo, análise e tomada de decisão”, o que irá fazer com que a Cidade da Praia “dê um salto que é preciso”.

Francisco Carvalho fez estas considerações, instado pelos jornalistas sobre a recolha do lixo na capital, situação que tem sido muito criticada nas redes sociais, em que muitos postam fotos de lixos amontoados em vários bairros.

Na última semana, o coordenador da Comissão Política Concelhia da Praia do Movimento para a Democracia (MpD, oposição na câmara) disse que o presidente da câmara se tem manifestado incapaz de liderar a autarquia, apontando práticas ilegais do edil.

Alberto Melo frisou que a capital do País tem se tornado uma cidade de lixeira a céu aberto, com desorganização do comércio informal, incapacidade de resposta dos serviços, paralisação de obras estruturantes e incumprimento de compromissos assumidos.

HR/CP

Fonte: Inforpress