Paula Moeda diz que “proteger e fortificar” mulheres é foco da sua candidatura à Presidência da FNMPAI

Cidade da Praia, 06 Abr (Inforpress) – A candidata à presidência da Federação Nacional das Mulheres do Partido Africano para a Independência de Cabo Verde, Paula Moeda, disse hoje que o foco da sua candidatura é “proteger e fortificar” as mulheres neste período de crise.

Paula Moeda fez estas declarações à Inforpress, na sede Nacional do PAICV, à margem do acto de entrega da sua candidatura à presidência da Federação Nacional das Mulheres do maior partido da oposição (FNMPAI) realizada pela sua mandatária Raquel Horta.

“A nossa candidatura pretende ser uma candidatura de muita proximidade, muito diálogo, reorganização interna, e é por isso que é designada “por uma organização mais solidária”, e vamos continuar na senda dos trabalhos que fizemos durante o mandato que está a terminar agora, já com novos enfoques”, precisou Moeda.

Isto porque, sustentou, actualmente se vive num “novo mundo”, cheio de incertezas, completamente diferente daquilo que se vivia há cerca de quatro anos, devido às muitas crises provocadas pela pandemia da covid-19 e agora agravada com a invasão da Ucrânia pela Rússia.

Daí que, reconheceu aquela responsável, há a necessidade de se adaptar permanentemente às “incertezas do mundo” de hoje, realçando que tem uma organização de mulheres “pujante”, muito forte, que apoia o partido em toda a sua latitude.

“Estamos a preparar-nos cada vez mais nesta fase de oposição que vivemos com maior firmeza, maior pujança e maior capacidade de participação e formação. Estamos cada vez mais fortes e preparados para participarmos activamente para uma sociedade mais igualitária e é esse o nosso objectivo, sustentou Paula Moeda.

Garantiu ainda que a pretensão é defender com toda a “firmeza e força” as mulheres cabo-verdianas, mulheres do PAICV e as mulheres cabo-verdianas na diáspora.

“O foco da nossa candidatura, com este período de crise que estamos a atravessar, é proteger, fortificar, estar cada vez mais próximo das mulheres com os homens ao nosso lado, e é aí que será a verdadeira paridade, para trabalhar juntos para elevar as nossas mulheres. E vamos também trabalhar para criar novas oportunidades de redução das desigualdades neste mundo de tantas incertezas”, reforçou.

Paula Moeda firmou ainda oito compromissos com as mulheres do PAICV, de entre eles, o compromisso da luta por mais igualdade e inclusão, de uma organização com pensamento estratégico dotada de dinamismo e assente em boas práticas, o de formação e capacitação das mulheres como garantia do presente e preparação para um futuro cada vez melhor.

O compromisso da mobilização, pela via do estimulo, à participação nas estruturas partidárias, trabalhar para a autonomia financeira da federação, reorganizar para redinamizar e reforçar as relações externas da organização e das relações com as organizações da sociedade civil.

As eleições à presidência da Federação Nacional das Mulheres do Partido Africano para a Independência de Cabo Verde acontecem no dia 8 de Abril, sexta-feira.

TC/HF

Fonte: Inforpress