PAICV reafirma que câmara da Praia perdeu dinheiro com venda de terreno a ex-embaixador

Cidade da Praia, 03 Out (Inforpress) – O PAICV assinalou hoje, na Cidade da Praia, que houve perda financeira para os cofres da Câmara Municipal da Praia na venda do terreno ao ex-embaixador da União Europeia em Cabo Verde, José Manuel Pinto Teixeira.

O secretário-geral do partido, Julião Varela falava hoje, em conferência de imprensa, na sequência das declarações do vereador do Ambiente, Saneamento, Cultura e Economia Criativa, António Lopes, relativamente à cedência do terreno ao antigo embaixador.

“Com o arquivamento deste processo ficou provado que o valor inicial do terreno era de 9.830.460$00 e no final foi vendido por 5.348.677$00”, esclareceu Julião Varela, precisando que a câmara ficou a perder 4.330.640$00.

Acrescentou ainda que o comprador, não ficando satisfeito, pagou um valor adicional 151.323$00, para além do preço fixado inicialmente.

Julião Varela adiantou que “ficou provado” que o terreno vendido pertencia a uma outra pessoa que desistiu de construir no local porque foi-lhe oferecido um outro terreno, de 300 metros quadrado, na mesma zona.

Em relação ao arquivamento do processo, disse que o PAICV aceita a decisão, “uma atitude diferente do MpD e seus dirigentes que lançam ira ódio aos tribunais e aos seus juízes e até pedem demissão dos mesmos quando as decisões não caírem ano seu agrado”.

Fonte: Inforpress