PAICV pede clarificação sobre futuras instalações da FIC em São Vicente

O PAICV em São Vicente quer ver clarificada a questão da construção das novas instalações da Feira Internacional de Cabo Verde (FIC) em São Vicente.Em causa está o facto de ainda não haver nada em concreto sobre o futuro centro de exposições, depois das instalações actuais terem sido cedidas para construção de um hotel do grupo Sheraton.

A posição foi manifestada hoje, em conferência de imprensa, pelo presidente da Comissão Política do partido, Alcides Graça.

“Não há projecto, não há financiamento e ninguém sabe de nada. As novas instalações da FIC terão de ser suportadas pelo Governo de Cabo verde na totalidade. O problema é quando é que isto vai acontecer”, aponta.

Em 2019, por ocasião da XXI edição da FIC, o presidente da instituição, Gil Costa, dizia, ainda sem certezas, que a edição de 2021 deveria acontecer em novas instalações. O parque industrial do Lazareto surgia como a principal possibilidade.

Alcides Graça diz que foi informado que em 2021, quando regressar a São Vicente, a feira decorrerá num espaço provisório, nas antigas instalações da academia Carlos Alhinho.

“Existe neste momento um pré-acordo entre a Fonseca & Santos e o Património do Estado para a cedência gratuita das estruturas metálicas e, em contrapartida, as futuras edições das feiras em São Vicente serão realizadas naquele espaço. Sendo as primeiras gratuitas, mas depois a FIC terá de pagar para utilizar aquelas instalações”, refere.

O responsável político diz que a obra para construção das novas instalações da FIC não está entre as prioridades do governo e justifica a afirmação com o facto de não ter sido inscrita no Orçamento do Estado.

Fonte: Expresso das Ilhas