PAICV pede à CNE para vistoriar câmara de São Vicente “transformada em sede de campanha do MpD”

Mindelo, 29 Set (Inforpress) – O PAICV vai formalizar dois pedidos à Comissão Nacional de Eleições (CNE), o primeiro dos quais para solicitar uma vistoria às instalações da câmara de São Vicente onde “funciona um gabinete de campanha da candidatura do MpD”.

A denúncia partiu do responsável local do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição), Alcides Graça, em conferência de imprensa, hoje, no Mindelo, que detalhou que a câmara “está transformada numa sede de campanha do MpD”, onde é feito “todo o trabalho das redes sociais” dessa candidatura.

Inclusivamente, continuou Graça, foram deslocados funcionários da câmara para o gabinete que trata das redes sociais da candidatura do MpD e esses funcionários “são pagos com os recursos públicos”.

O segundo pedido, que será ainda hoje enviado à CNE, segundo Alcides Graça, vai no sentido de solicitar o afastamento do presidente substituto, Rodrigo Rendall, e do vereador José Carlos da Luz, por serem candidatos nas próximas eleições, e sejam substituídos por um dos vereadores que não estejam nesta condição, até porque, sintetizou, o substituto não tem que ser obrigatoriamente o segundo nome da lista.

O responsável local do PAICV justifica esse pedido com o facto, como disse, de o presidente substituto, Rodrigo Rendall, e do vereador José Carlos da Luz serem “os autores da contratação de generais de campanha disfarçados de trabalhadores”.

“Só para se ter uma ideia, a folha salarial da autarquia cresceu nos últimos três meses em cerca de 50 por cento (%) e tudo feito pelas mãos do presidente substituto, Rodrigo Rendall, e do vereador José Carlos da Luz, sob o comando do ex-presidente Augusto Neves”, acusou Alcides Graça.

Além disso, sustentou, a câmara municipal encontra-se em gestão corrente e os serviços administrativos da autarquia “conseguem dar vazão” ao seu funcionamento neste momento.

“A CNE tem poderes para intervir e garantir a igualdade entre todos os candidatos, pelo que não pode continuar a assobiar para o lado a fazer de desentendida como se nada estivesse a acontecer”, concretizou a mesma fonte.

Fonte: Inforpress