PAICV classifica de “tempestade diplomática” alegado envio de emissários à Venezuela

O PAICV exigiu este sábado,22, “melhores explicações” do Governo sobre o alegado envio de emissários à Venezuela, no caso que envolve a prisão do empresário venezuelano Alex SAAB. A exigência foi feita em conferência de imprensa, na cidade da Praia, pelo secretário-geral do partido, Júlião Varela, classificando o caso de uma “tempestade diplomática”.

“O que o Governo tem que explicar, de forma clara, para todos compreenderem se os cidadãos Gil Évora e Carlos dos Anjos foram ou não à Venezuela, como noticiados pelos órgãos de comunicação social estrangeiras e nacionais, com detalhes de uma investigação que parece ter baseado em bases e fontes seguras”, precisou o secretário-geral do PAICV.

Na quinta-feira, 20, a imprensa internacional escreveu que o Governo de Cabo Verde enviou dois emissários a Caracas (Venezuela), Gil Évora e o ex. director-geral do Turismo, Carlos dos Anjos, com a missão de encetar contactos com o Presidente Nicolás Maduro na sequência da detenção de Alex Saab.

Para o dirigente do PAICV, o Governo “para lavar as suas mãos tomou a decisão de demitir um dos seus homens de confiança do cargo de presidente do conselho de administração da Emprofac, “uma das empresas estratégicas para o país.

“Entendemos que o Governo queira rapidamente abafar esta questão e encerrar esta polémica incómoda que demonstra falhas graves no mosaico diplomático cabo-verdiano”, observou.

O PAICV defende, no entanto, que a diplomacia cabo-verdiana deve continuar a ser uma questão de regime, estribada na verdade, na responsabilidade, na seriedade, na cumplicidade, no respeito mútuo e na valorização da competência da classe diplomática.

“O Governo pode sentir-se aflito e incomodado, mas o PAICV continuará a cumprir o seu papel de fiscalização, de controlo das acções do Executivo e da administração, bem como de acompanhamento de todas as questões nacionais”, concluiu.

Alex Saab Morán foi detido no dia 12 de Junho, na ilha do Sal, e aguarda desde o dia 16 de Julho o final do processo de extradição para os Estados Unidos da América.

Fonte: Inforpress