PAICV acusa Governo de inverter prioridades do país e de continuar com os desperdícios públicos

Cidade da Praia, 21 Dez (Inforpress) – A presidente do PAICV (oposição) acusou hoje o Governo de não saber definir as prioridades do país e continuar a desperdiçar o dinheiro público, num momento em que não há recursos para maiores investimentos para o sector da saúde.

Janira Hopffer Almada, que falava à imprensa, esta manhã, depois de ter sido recebida pelo superintendente da Igreja do Nazareno, David Araújo, a quem apresentou os cumprimentos de boas festas, considerou que a situação do país, neste momento, é “preocupante” e demanda de uma grande responsabilidade, entrega e total empenho.

Para a presidente do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), a pandemia de covdi-19 trouxe impactos a nível geral, mas com maior acuidade nas populações mais carenciadas, sobretudo a nível da saúde e veio agravar a situação que, segundo a mesma, já era grave.

“Estamos com grande problema a nível da governação do país que é a definição de prioridades, há desperdícios imensos a nível da máquina do estado, há gastos supérfluos que estão a ser feitos e foram feitos durante esses últimos 4 anos e meio e ao mesmo tempo que não há recursos para maiores investimentos na saúde para equipamentos dos centros hospitalares das delegacias de saúde”, mencionou.

Segundo a líder tambarina, o sistema de saúde não está a conseguir dar as respostas convenientes que os cabo-verdianos precisam não só por causa da covid-19, mas também pelo facto da verba disponibilizada ao sector da saúde ser reduzida em 20% no orçamento de investimento.

Para Janira Hopffer Almada, não é admissível nem compreensível num país que tem tanto desperdícios públicos e que faz tantos gastos supérfluos não ter recursos para investir em sectores prioritários como a saúde, a educação, mas também agricultura, pescas e transportes.

No seu entender, governar é definir as prioridades, ao contrário daquilo que o Governo de Ulisses Correia e Silva tem feito.

Nós queremos dizer aos cabo-verdianos que acreditamos que o ano de 2021 vai ser um ano melhor e que vamos recuperar a economia vencendo a pandemia para podermos devolver a esperança aos cabo-verdianos e para isso contamos com cada cabo-verdiano”, salientou.

Para a presidente do PAICV, este é o momento de os cabo-verdianos escolherem o futuro do país, com definição clara de prioridades, pela forma de fazer política com responsabilidade, seriedade e por uma governação que coloca os interesses do país e as necessidades dos cabo-verdianos em primeiro lugar.

Ainda no decorrer desta manhã, a presidente do Partido Africano da Independência de Cabo Verde, efectuou uma visita ao Cardeal Dom Arlindo Furtado no âmbito da apresentação dos cumprimentos de boas festas nesta quadra natalícia.

Fonte: Inforpress