Líder da oposição escreve na Boa Vista: É possível governar melhor e transformar Cabo Verde num destino turístico de referência

Na ilha da Boa Vista, onde se encontra de visita e contactos com os residentes e estruturas do seu partido, a líder do maior partido da oposição – tida também como provável candidata a Primeiro-ministra nas legislativas de 2021 – anuncia, na sua página de facebook, que «é possível governar melhor o país», ao mesmo tempo que defende que «é preciso transformar Cabo Verde num destino turístico de referência».Além da necessidade de se apostar na cultura, nas pesca e na agricultara para agregar valor ao turismo, Janira Hopffer Almada fez questão de destacar o Aeroporto Internacional Aristides Pereira, construído no Governo de José Maria Neves, que garante mais de 30 voos por semana, cheios de turistas. Confira detalhes do referido spot, que publicamos a seguir.

Líder da oposição escreve na Boa Vista: É possível governar melhor e transformar Cabo Verde num destino turístico de referência
É possível governar melhor! É preciso transformar Cabo Verde num destino turístico de referência! Isso só será possível se trabalharmos na qualificação do nosso destino turístico!

Estamos na Boavista!Temos sol, praia e mar na Ilha da Boavista.Temos praias lindíssimas e paisagens extraordinárias. Temos um Aeroporto Internacional, que garante mais de 30 voos por semana, cheios de turistas. Temos Unidades Hoteleiras. O sector do Turismo é o motor da nossa economia e responsável por uma boa fatia do PIB.

Já chegou o momento de o Turismo “puxar” outros Sectores da Economia, para ter um maior peso no desenvolvimento integrado e equilibrado do País.

Turismo, pesca e agricultura
É preciso estabelecer links claros, com estratégias claras e medidas concretas entre o turismo e a agricultura, as pescas e a cultura, com base nas necessidades do mercado turístico também. É possível garantir, na Boavista, a prática de agricultura, e a produção e transformação de produtos. Com mobilização de água, com centros de transformação agro-alimentar, com certificação e com capacitação é possível!
Isso geraria muitas oportunidades, centenas de postos de trabalho e rendimentos para as famílias.

É possível também um novo “actuar” nas pescas! Promovendo a pesca industrial e semi-industrial, e avançando com infraestruturas de apoio às pescas (unidades de transformação e plataformas de frio), para aproveitarmos as necessidades do mercado, numa ilha em que se consome, por dia, mais de 600 kg de peixe. É possível aumentar a captura e é desejável trabalhar no processamento/transformação de pescado.

Cultura e direitos de artistas
A nossa cultura tem sido a nossa maior “Embaixadora”. A nossa Cultura define a nossa identidade e a nossa cabo-verdianidade. Não haverá, com certeza, elemento melhor para agregar valor ao nosso Turismo!

Mas temos de criar um quadro robusto de direitos que permitam aos nossos artistas viverem do seu trabalho, da sua arte. E criar um conjunto de incentivos para os Investidores se sentirem motivados na promoção da nossa cultura e na divulgação da nossa arte, levando-a “para fora, cá dentro”!

Fazendo essa ligação, com menos anúncios e mais pragmatismo, estaremos a dar um grande passo para garantir que o impacto do turismo é sentido, no dia a dia, por cada cabo-verdiano! Por cada agricultor, por cada pescador e por cada artista. E também pelas suas famílias!

Cabo Verde deve ambicionar mais
Cabo Verde não precisa apenas de crescimento económico.Cabo Verde tem de ambicionar mais.Cabo Verde deve ambicionar de um crescimento que seja sentido por todos!

Cabo Verde deve pretender o desenvolvimento!E isso só será possível se o crescimento for inclusivo e puder ser sentido por todos! Cabo Verde precisa de desenvolvimento! É possível governar melhor! #euacredito#escolhocaboverde!

Fonte: Facebook Presidente PAICV