JPAI considera “crítico e muito preocupante” Estado da Nação em matéria da juventude

Cidade da Praia, 26 Jul (Inforpress) – A Juventude do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (JPAI) considerou hoje “crítico e muito preocupante” o Estado da Nação em matéria da juventude, alegando estarem milhares de jovens sem emprego, sem ocupação e sem esperança.

O presidente da JPAI, Fidel de Pina, fez essas considerações em declarações à imprensa, enquanto organização política juvenil da oposição e membro da Comissão Política Nacional do PAICV, na sequência de visitas e contactos de auscultação de jovens e organizações que trabalham com a juventude em diferentes vertentes e quadrantes da sociedade cabo-verdiana.

Conforme explicou, as visitas e contactos de auscultação de jovens levaram a JPAI a constatar que a crise económica e social que se vive devido à pandemia da covid-19 agravou, ainda mais, a situação da juventude cabo-verdiana quer no país quer na diáspora.

“São milhares de jovens cabo-verdianos que passam por um momento extremamente difícil pela redução e perda de rendimentos das suas famílias; por perderem os seus empregos e viram as suas vidas completamente desestruturadas, obrigando a muitos destes, principalmente os que foram trabalhar nas ilhas do Sal e da Boa Vista, a terem que regressar para as suas ilhas de origem”, avançou.

Neste particular, referiu-se ainda sobre jovens que cabo-verdianos que tiveram de interromper os estudos por não ter condições para suportar os custos das propinas, transportes e matérias escolares e jovens a viverem em grandes dificuldades sem proteção social para o caso de doença, assim como jovens mães que se viram impedidas de pagar o pré-escolar dos seus filhos.

Segundo Fidel de Pina, escusado será dizer que, infelizmente, os mais jovens são os primeiros a perderem o seu emprego na crise, quando as empresas são muitas das vezes obrigadas a reduzir o número de trabalhadores.

“Apelamos ao Governo para definir um plano específico para nossa juventude que é um dos sectores mais afectados por esta crise e que enfrenta os maiores problemas no emprego, na habitação ou na educação, contribuindo para minimizar os impactos da pandemia no seio dos jovens”, declarou.

De acordo com Fidel de Pina, os recursos que o Governo está a gastar para com o novo elenco governamental deveriam ser realocados para apoiar a juventude e as empresas, e medidas concretas para o sector informal por ser a que mais dificuldade tem e a que mais alberga pessoas.

Na sua declaração, exige ainda que o Governo coloque sobre a mesa o plano de recuperação do país pós-pandemia que afirma estar “a sete chaves fechado” pelo executivo que não dá o conteúdo para ninguém conhecer e nem para dar contribuições.

Face à vacinação, aproveito o momento para apelar aos jovens a aderirem massivamente na campanha para que possam imunizar o seu corpo da covid-19, visto tratar-se de uma ferramenta fundamental para a retoma económica do país.

Finalizando, e a jeito de apelo, o presidente da JPAI informou aos jovens que o País precisa de um Presidente da República moderno, transformador, conhecedor da realidade do país e capaz de apoiar na reconstrução de Cabo Verde face aos desafios existentes.

“Precisamos igualmente de um Presidente da República comprometido com a juventude cabo-verdiana que entende os seus problemas, as suas expectativas e conhece os seus desafios”, concluiu, avançando que na época das legislativas se abriram estágios profissionais para jovens, mas no momento em que a situação é mais difícil por causa da pandemia o Governo fechou as formações.

PC/ZS

Fonte: Inforpress