Governo do MPD não satisfaz expectativas dos Cabo-verdianos e é mal avaliado, segundo dados da Afrosondagem

Os cabo-verdianos já tinham dito que o país está a ser dirigido no caminho errado. Dados divulgados hoje pela Afrosondagem revelam mais alguns pormenores complementares. Os cabo-verdianos avaliam negativamente o desempenho do Governo na área económica, tendo 84 % (por cento) dos inquiridos reprovado o desempenho na criação de empregos.

79% dos inquiridos acham que o Governo está a gerir mal a capacidade de reduzir a diferença entre ricos e pobres, e avaliam ainda de forma mais negativa a capacidade para melhorar as condições da vida dos pobres.

Quanto à rubrica “manter os preços estáveis”, a apreciação é também negativa (70%), assim como na gestão da economia, no qual os inquiridos consideram que o Governo está a gerir “mal ou muito mal a economia” (59 %).

No campo social, os dados divulgados hoje atentam que 74 por cento dos entrevistados consideram que o executivo vai mal ao não providenciar para que toda a gente tenha alimentação suficiente, sendo que na rúbrica combate ao crime, 60 por cento (contra 63 em 2014) classificam de má a prestação do executivo.

A luta contra a corrupção no Governo obtem apreciação negativa (61%), ao passo que 51% aprecia mal o Governo na sua política de melhorar os serviços básicos de saúde e quase metade da população avalia insatisfatório a disponibilização de água e serviço de saneamento”.

Inforpress/Fim