Fogo: Deputados do PAICV visitam o círculo com a problemática dos transportes em agenda

São Filipe, 03 Jun (Inforpress) – Os deputados do PAICV, eleitos pelo círculo eleitoral do Fogo, Eva Ortet e Nuias Silva, efectuam visita de trabalho de uma semana ao círculo, com a problemática dos transportes em agenda.

Os dois parlamentares, eleitos pela lista do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV – oposição) têm agendado visitas aos empresários e operadores da ilha para analisar as preocupações ligadas às “deficientes” ligações aéreas e marítimas com a região e com “impactos enormes” no turismo e na economia da ilha.

Os parlamentares tiveram já um encontro com responsáveis locais da empresa de Aeroportos e Segurança Aérea (ASA), onde se inteiraram da questão da iluminação, mas também do número de ligações semanais, que passou de 14 para sete voos semanais, o que no dizer do deputado Nuias Silva tem “afundado a economia da ilha”.

Uma visita ao Parque Natural do Fogo (PNF) para chamar atenção para as “fragrantes violações” ao ecossistema natural com impacto negativo nos “ganhos de anos de preservação de um ex-libris de turismo da ilha do Fogo”, observando que a construção do troço de estrada dentro de Chã foi efectuada sem o necessário estudo de impacto ambiental e que o de Piorno a Campanas de Cima, igualmente na zona do PNF, também não dispõe do necessário estudo.

O estado do andamento do troço de estrada Cova Tina/Portela/Bangaeira, cuja conclusão já devia ter acontecido, as derrapagens, assim como os aspectos relacionados com o troço que liga Piorno a Campanas de Cima que, no dizer dos parlamentares, “tem uma derrapagem financeira ainda antes do iniciar das obras”.

Encontros com as comunidades e visita às localidades para contactos com agricultores e criadores de gado e para se inteirar do estado de abastecimento de água à zona alta da ilha, encontros com o delegado do Ministério da Agricultura e Ambiente, com o administrador/delegado da empresa intermunicipal de águas, Águabrava, com os taxistas e “hiacistas” para elucidar sobre a situação, visando os ajudar na defesa dos seus interesses, constam da agenda da visita.

Fonte: Inforpress