CVI reduz ligações marítimas devido a paragem de metade da frota

A Cabo Verde Interilhas, concessionário dos transportes marítimos, vai reduzir as ligações entre as ilhas. A empresa justifica esta medida com a paragem, quase que em simultâneo, de três embarcações – Liberdadi, Sotavento e Interilhas – , ou seja, metade da sua frota. Operacionais estão Chiquinho, Kriola e Praia d’ Aguada.

Em um comunicado, a CVI diz que, devido a limitações operacionais simultâneas de navios, haverá redução de algumas ligações marítimas. “Estaremos realizando menos viagens semanais do que habitual. Por exemplo, a CVI tinha viagens diárias para a ilha do Fogo e agora não será possível”, explica o director de Operações, Carlos Dias.

O director de operações da CVI, Carlos Dias, tranquiliza os utentes, dizendo que estas informações são apenas para prevenir a população e evitar que se fique sempre a justificar a suspensão de algumas das ligações regulares.

“A paragem para reparação dos três navios, quase em simultâneo, obriga a empresa a utilizar de forma mais racional possível os recursos disponíveis para poder garantir o serviço mínimo em todo o país que será normalizado nos próximos dias”, acrescenta este responsável.

A empresa assegura que está a enviar esforços na reparação e na reposição da regularidade, previsibilidade e segurança das ligações. Por eventuais transtornos, pede desculpas aos passageiros e apela sua compreensão.

Fonte: MIndelinsite