Covid-19/Parlamento: Janira Hopffer Almada diz que este “não é o momento para confrontos políticos”

Cidade da Praia, 01 Abr (Inforpress) – A deputada do PAICV, Janira Hopffer Almada, disse hoje que este “não é o momento para confrontos políticos”, mas sim para se criar consensos, entendimentos, porque o que está em causa é “muito grande”, a vida dos cabo-verdianos.

A também presidente do Partido Africano da Independência de Cabo Verde  (PAICV – oposição) falava durante a sessão extraordinária da Assembleia Nacional, cujos pontos da ordem do dia são a Ratificação da Autorização da Comissão Permanente ao Presidente da República para Declaração do Estado de Emergência e Aprovação de Propostas de Leis apresentadas pelo Governo.

“Este não é o momento de confronto político, teremos tempo para isso. Este é o momento de construímos consensos, entendimentos, porque o que está em causa é muito grande, é a vida dos cabo-verdianos”, afirmou.

Nas suas declarações, Janira Hopffer Almada disse que tanto ela, como o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, já assumiram publicamente que a prioridade é salvar vidas como líderes políticos.

“Se  a nossa prioridade é salvar vidas, temos de poder construir consensos, temos de conseguir construir a colaboração política. Muitas vezes damos exemplos de outras paragens, devemos também aproveitar estes exemplos para construir esta colaboração política”, completou.

Prosseguindo, a líder do PAICV afirmou que não há nenhuma medida que, por Cabo Verde, não haverá a oportunidade de consensualizar.

“Por Cabo Verde nós temos de ter esta capacidade e essa disponibilidade”, acrescentou a parlamentar reiterando a disponibilidade do seu partido para colaborar de forma “autêntica  e construtiva”.

Neste momento, afirmou Janira Hopffer Amada que não poderia deixar de agradecer o facto de o Governo, através da Chefia do Governo, ter “absorvido muitas das propostas que o PAICV encaminhou, imbuído de boa-fé e no espírito de colaboração ao governo”.

“Agradecer o facto do primeiro-ministro ter registado a proposta do PAICV de um programa de apoio às famílias carenciadas, que era uma grande preocupação que nós tínhamos”, frisou.

Janira Hopffer Almada, ainda nas suas declarações, agradeceu a todas as entidades que, no país e na diáspora estão a assumir esta luta por Cabo Verde, endereçando “uma palavra especial” a todo o pessoal da Saúde pelo esforço que tem feito neste momento, com as condições que o País tem.

Fonte:Inforpress