COVID-19: PAICV PEDE URGÊNCIA NA SOLICITAÇÃO DE APOIO À COMUNIDADE INTERNACIONAL

A Presidente do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) defendeu hoje a necessidade da “máxima urgência” no pedido de apoio à comunidade internacional, para mitigar os efeitos da pandemia Covid-19, no País.

Janira Hopffer Almada fez esta intervenção à imprensa, à saída do encontro que manteve na manhã de hoje com o Presidente da Republica, Jorge Caros Fonseca.

Segundo apontou, neste momento todas as medidas para proteger o País e as pessoas devem ser adoptadas, explicando que manifestou a preocupação ao Presidente no sentido de Cabo Verde reforçar o pedido de apoio a países como China e Cuba.

“Esse apoio deve ser direccionado para a saúde fundamentalmente, todos os apoios que o país tiver devem ser canalizados prioritariamente para este sector, na perspectiva de melhorar e reforçar a prevenção para evitar a propagação”, disse.

Referiu a importância de se aumentar a capacidade de execução de testes, que permitirão aumentar a capacidade de prevenção, mas também mostrou a necessidade de mais equipamentos, nos quais destacou os ventiladores.

“A nossa preocupação é com a parte sanitária do país e entendemos que lá onde podemos mobilizar mais experiências de outros países que actuaram com bons resultados nesta pandemia, Cabo Verde deve aceitar estes apoios de imediato”, salientou.

Janira Hopffer Almada fez referência ainda aos programas avançados pelo Governo, de apoio as famílias mais vulneráveis, expressando satisfação pelo Executivo “ter absorvido a proposta” do partido na criação desse programa.

“Tomamos boa nota de que o Governo tenha absorvido a nossa proposta, tenha avançado com esse programa de apoio as famílias mais vulneráveis que propusemos e esperamos, de facto, que este programa seja implementado com carácter de urgência máxima para ter efeito prático”, sublinhou.

O Governo anunciou hoje que vai atribuir o Rendimento Social de Inclusão a 8 mil famílias em situação de pobreza extrema e um valor de 10 mil escudos por um período de um mês, a 30 mil trabalhadores do sector informal.

Cabo Verde registou até o momento cinco casos positivos do novo coronavírus, sendo três na ilha da Boa Vista e dois na cidade da Praia. Entre os três casos positivos na ilha da Boa Vista, um resultou em óbito, o inglês de 62 anos.

Fonte: Inforpress