Covid-19: PAICV defende continuidade dos testes no combate e na redução de casos positivos

Cidade da Praia, 22 Jun (Inforpress) – A presidente do PAICV defendeu hoje a necessidade de se aumentar o número de testes como medida preventiva para a detecção, no combate e na redução de casos positivos da covid-19 em Cabo Verde.

Janira Hopffer Almada falava aos jornalistas após ser recebida pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, que hoje, auscultou os líderes dos partidos políticos com assento parlamentar para a preparação do Orçamento Rectificativo 2020.

Manifestando a posição do PAICV sobre o anúncio do Governo de que Cabo Verde não vai obrigar à apresentação de testes antecipados à covid-19 para quem chega do exterior ou nos voos domésticos, cuja interdição das ligações aéreas termina em 30 de Junho, questionou neste sentido sobre os efeitos do estado de emergência para essa propagação.

“Penso que nestas questões, os sacrifícios devem ser justificados com uma postura condizente ao longo do tempo. O Governo tem dito que o vírus não se foi embora, o estado de emergência terminou, mas o vírus não se foi embora e se não se foi embora, é preciso que algumas medidas de controlo continuem para que efectivamente a propagação não fuja do controlo”, declarou.

Alertou, neste sentido a questão da mobilidade a nível do país, que por sua vez é arquipelágico, defendendo a necessidade de se massificar o número de teste para aumentar o conhecimento, focalizar o combate e reduzir os riscos de propagação.

“Sem testes é evidente que a capacidade de detecção diminui e, diminuindo a capacidade de detecção, naturalmente diminui a capacidade de luta e combate”, afirmou.

O Ministério da Saúde anunciou hoje 54 novos casos positivos do novo coronavírus, num universo de 320 amostras testadas nos laboratórios de virologia da Praia e São Vicente, pelo que o País passa a totalizar 944 casos confirmados.

Segundo as informações avançadas no boletim clínico, os 54 novos casos confirmados foram registados na ilha do Sal (22), Santa Cruz (21), Praia (9) e Hospital Regional de Santa Rita Vieira em Santiago Norte (2). Dessas amostras, 246 testaram negativo, 18 testes estão pendentes ao passo que dois resultados de seguimento de doentes estão sem alterações.

Dos 944 casos confirmados no País, o município da Praia conta com 623, Sal (98), seguido de Santa Cruz (79) Boa Vista (57), São Vicente (10), Santa Catarina de Santiago (sete), São Domingos (cinco), Ribeira Grande (quatro), Tarrafal de Santiago (três), Ribeira Brava (dois), São Salvador do Mundo (dois).

O País regista ainda dois infectados transferidos para o estrangeiro e oito óbitos, dos quais cinco na Cidade da Praia, um no Sal, um em São Domingos e um na Boa Vista.

Fonte: Inforpress