Correios à espera da recomposição do conselho de administração há seis meses

Cidade da Praia, 26 Nov (Inforpress) – Os Correios de Cabo Verde (CCV) estão à espera, há seis meses, da recomposição do seu conselho de administração que está a funcionar apenas com o administrador executivo Cipriano Carvalho e com o administrador não executivo, Almiro Rocha.

Em entrevista a Inforpress, o administrador executivo Cipriano Carvalho disse que este desfalque foi motivado pela saída da administradora e presidente do conselho de administração, Júlia Ferreira, e tem dificultado na decisão de algumas deliberações que exigem o quórum do conselho de administração.

“Essa situação tem dificultado apenas na questão de algumas deliberações que exigem, o quórum do conselho de administração, mas em termos de gestão corrente tudo tem funcionado normalmente, temos estado a fazer todas as negociações com os parceiros e entidades, temos feito projectos e dado resposta a tudo o que for necessário”, explicou Cipriano Carvalho, que é quadro dos Correios de Cabo Verde há 28 anos.

No entanto, a mesma fonte defendeu que há necessidade de recomposição deste órgão “o mais rápido possível” para dar maior conforto nas tomadas de decisões, apesar de garantir que não há problemas em termos de gestão corrente.

Conforme Cipriano Carvalho, a indicação do Governo, principalmente do Ministério do Turismo, que é a tutela operacional, e do Ministério das Finanças, que é a tutela financeira, é para a recomposição do conselho da administração para breve.

Os mandatos de Cipriano Carvalho e de Almiro Rocha no conselho de administração dos CCV vão até Dezembro de 2019.

Fonte: Inforpress