Autárquicas 20202/Santa Catarina: Desenvolvimento da pecuária será garantido com Fundo de Promoção da Economia Local – PAICV

Assomada, 15 Out (Inforpress) – O desenvolvimento da pecuária em Santa Catarina será garantido com recursos de um fundo de promoção da economia local a ser constituído, caso o Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) ganhe as eleições.

O compromisso foi firmado pelo candidato do PAICV à presidência da câmara municipal, Armindo Freitas, em visita a Figueira das Naus, localidade com grande potencialidade para a criação de gado.

“Este fundo vai financiar o sector primário. Os criadores de gado podem aceder aos recursos através de projectos. Assim poderemos ajudá-los a desenvolver esta atividade, introduzir raças melhoradas, aumentar o gado, gerar mais rendimento e conseguir ter uma vida mais confortável”, salienta o candidato.

A equipa do PAICV acredita que, com os investimentos já existentes, como a estrada asfaltada, o escoamento dos produtos até o mercado de Assomada ou mesmo para a Cidade da Praia, fica mais facilitado.

Freitas garante que esse desenvolvimento só não foi alcançado, porque Figueira da Naus terá sido abandonada durante o mandato cessante e lembrou que os últimos investimentos de vulto foram feitos no mandato do PAICV, apontando a própria estrada asfaltada e as ligações domiciliares de energia elétrica e água potável como exemplo.

De notar, ainda, que a equipa do PAICV para Santa Catarina tem sido seguida por diversos apoiantes, causando, por vezes, enchentes, como aconteceu a uma visita à comunidade de Ribeira da Barca.

Confrontado com a situação, Armindo Freitas garante que a estratégia foi reorientada.

“De salientar que, em Ribeira da Barca, todos os apoiantes tinham máscara. Acontece que caravanas de outras localidades quiseram nos acompanhar até Ribeira da Barca. No entanto, tínhamos gente sempre a alertar no altifalante que era fundamental mantermos o distanciamento recomendado. Reparem que hoje a situação é diferente. Isso é resultado do trabalho de sensibilização já feito. A estratégia agora é de descentralizar as acções por diversas equipas, evitando aglomerações”, apontou.

As autoridades sanitárias têm apelado, insistentemente, que se evitem aglomerações durante as acções de campanha, tendo em conta o número crescente de casos positivos registados diariamente no país.

Nas autárquicas de 2016, as sétimas realizadas em Cabo Verde para escolha dos titulares dos órgãos municipais do concelho de Santa Catarina, concorreram dois candidatos, tendo o MpD (José Alves) alcançado 7.705 votos, (49,86%), e o PAICV (Alcídio Tavares) alcançado 7.289 votos (47,17%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro, estavam inscritos nos cadernos eleitorais, provisoriamente, um total de 26.574 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 24.398, dos quais 15.452 votaram).

A nível nacional participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4) e São Vicente (1).

Fonte: Inforpress