Autárquicas 2020/São Miguel: João Carvalho (PAICV) promete tornar município autónomo em termos administrativos

Calheta, 19 Out (Inforpress) – O candidato do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV-oposição) à presidência da câmara de São Miguel prometeu hoje usar a sua magistratura de influência para que o município tenha o seu próprio tribunal e mais bancos.

Caso vença as eleições do dia 25 de Outubro, João Carvalho quer tornar São Miguel num município autónomo em termos administrativos.

“Vamos usar a nossa magistratura de influência para que São Miguel tenha o seu próprio tribunal, para que Calheta tenha mais bancos  (…) e também em termos administrativos tenha mais independência, para que não fiquemos a depender de Tarrafal, Santa Cruz ou Assomada”, perspectivou.

A candidatura do PAICV pretende ainda incentivar mais empresas a se instalarem no concelho, pois acredita que por esta via vão promover mais emprego para os jovens.

“Isto acaba por gerar mais postos de trabalho e é de dizer que nós vamos trabalhar com todos os micaelenses. Nós não vamos pensar que São Miguel é só para os ricos, assim com o outro [candidatura do MpD] está a dizer. São Miguel é para todos e nós vamos trabalhar apostando na melhoria de qualidade de vida, dando empoderamento económico para todas as famílias”, prometeu João Carvalho.

Outra forma de promover o emprego para os jovens micaelenses, sublinhou, é apostar na potencialização de todos os recursos que São Miguel tem, na agricultura, na criação de gado, nas pescas e no turismo.

Ao desenvolver tudo isso, assegurou, acabam por gerar mais riqueza, mais emprego e mais qualidade de vida, que são os anseios da juventude neste momento.

A caravana do PAICV vai estar hoje, mais uma vez, por volta das 15:00, na localidade de Pilão Cão, para reforçar o apelo a “mudança”, isto porque, explicou João Carvalho, nesta localidade e em todos os cantos de São Miguel há uma onda de descontentamento e de indignação em relação ao desempenho da actual equipa camarária.

“Eles têm recebido as nossas mensagens de “Por Amor a São Miguel” de melhor forma possível, mostrando as suas indignações e os seus engajamentos nessa onda de mudança”, rematou.

Nas eleições de 2016, as sétimas realizadas em Cabo Verde para escolha dos titulares dos órgãos municipais, concorreram, em São Miguel, três candidatos, tendo o MpD (Herménio Fernandes) conquistado a câmara com 4.146 votos (69,35%), o PAICV (Carla Carvalho) alcançado 1.518 votos (25,39%) e o PP (Alberto Correia) 125 votos (2,09%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro, em São Miguel, estão inscritos 10.218 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 9.468, dos quais 5.978 votaram).

A nível nacional, participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (1 no município da Praia e 1 para Assembleia Municipal na Boa Vista), e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal (2), Praia (4) e São Vicente (1).

Fonte: Inforpress