Autárquicas 2020/São Lourenço dos Órgãos: PAICV vai devolver o esplendor perdido a São Jorge

João Teves, 14 Out (Inforpress) – O candidato do PAICV às eleições autárquicas de 2020 em São Lourenço dos Órgãos defendeu a necessidade de devolver ao vale de São Jorge o esplendor de que gozava, junto de cidadãos nacionais e estrangeiros, antes de 2016.

António Fernandes e equipa visitaram as comunidades de Pico d’Antónia, Maçaroca, Txadinha, Beco e Ribeirão Galinha, em contacto directo com as populações dessas localidades. “No vale de São Jorge, temos um conjunto de ideias para reconstituir São Jorge voltar a fazer dele grande como era”, disse.

Um vale “geo-referenciado do ponto de vista das agências turísticas fora do país” para ser revitalizado por que os “turistas ainda perguntam onde fica situado o Rancho Relax”, identificado e fixado como ponto turístico.

Ribeirão Galinha é a localidade de António Fernandes (Tone), que sempre teve uma relação profunda com as suas gentes e sempre tenta resolver a “penúria de água com que passa a população desde 2016”. As conversas foram amenas.

Para além disso, vai propor junto do Governo, na qualidade de presidente do Município, a asfaltagem da estrada no troço Ramal de São Jorge/Longueira, assim como a ramificação até ao Jardim Botânico.

Outra actividade “importante” que ocupa as mulheres é o plantio de vegetais ornamentais. Analisar com o Ministério da Agricultura e Ambiente uma forma de as auxiliar nessa prática introduzindo o cultivo de roseiras e flores.

Apoio aos jovens na formação profissional para o mercado de trabalho, promovendo o emprego e a reabilitação do polivalente e procurar financiamento para o transformar em um pavilhão coberto são outras as propostas deste candidato.

“Vamos ver com o Governo, no âmbito do Parque Natural do Pico d’Antónia, a possibilidade de se disponibilizar aqui instâncias turísticas para albergar os visitantes” – disse Tone. Avançou com a necessidade de se criar infra-estruturas de apoio aos operadores turísticos com ganhos importantes para as populações locais.

A ideia é, segundo Tone, integrada e por isso quer ver o INIDA a ser chamado para o desenvolvimento da comunidade laurentina. “Enquanto deputado, ainda até 2016, encontrei-me com todos os responsáveis dos serviços sediados aqui em São Jorge – INIDA, Escola de Ciências Agrárias e Ambientais, Cento do Fomento Agrário no sentido de se dar novo formato a todo o vale de São Jorge”, retorquiu.

Está nos horizontes desta equipa do PAICV a elevação de São Jorge à categoria de vila, embora já o seja. “Esta centralidade do concelho e a vila de São Jorge que há pouco tempo recebia recém-casados de Santa Catarina, Santa Cruz e São Domingos e outros visitantes que procuravam esta frescura, a tranquilidade de São Jorge podem ser recriadas a bem da comunidade laurentina” – explicou.

Nas eleições de 2016, em São Lourenço dos Órgãos concorreram Carlos Vasconcelos, pelo MpD, que venceu com 2.013 votos (49,11%) e Victor Baessa, pelo PAICV, que obteve 1.965 votos (47,94%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro, estão inscritos nos cadernos eleitorais 5.746 eleitores, (em 2016 o número de inscritos era de 5.268, dos quais 4.099 votaram).

A nível nacional participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4) e São Vicente (1).

Fonte: Inforpress