Autárquicas 2020/São Filipe: PAICV promete dar maior dinâmica ao turismo apostando em diversas vertentes

São Filipe, 13 Out (Inforpress) – A candidatura do Partido Africano para a Independência de Cabo Verde (PAICV) às eleições de 25 de Outubro, prometeu dinamizar o sector turístico local, apostando nas diversas vertentes e potencialidades que o município de São Filipe apresenta.

O cabeça de lista do PAICV à câmara municipal, Nuías Silva, explicou que na sua plataforma quer transformar o turismo em São Filipe numa verdadeira alternativa ao turismo de sol e praia, praticado em outras ilhas.

Segundo avançou, São Filipe e ilha do Fogo devem ter um turismo de qualidade, que passa por várias potencialidades, com pacotes de turismo rural e ambiental, apontando o parque natural com uma biodiversidade, quer de árvores e aves, extremamente importante em espécies endémicas.

Destacou também a possibilidade de desenvolver um turismo religioso na ilha do Fogo, isso, conforme esclareceu, há espaços como a Nossa Senhora do Socorro, que é um verdadeiro santuário e, numa espécie de Fátima, à dimensão local, desenvolver todo o conceito de peregrinação e de um turismo religioso.

“Temos também e devemos explorar o turismo à volta da cultura, pois ela é forte e basta ver todas as manifestações culturais, todas as festas de bandeiras e toda a tradição deve ser potenciado para termos pacotes turísticos à volta da nossa cultura e gastronomia”, referiu.

O candidato disse ainda que as rotas dos sobrados, dos vinhos, do vulcão e coisas que podem desenvolver à volta de outras potencialidades do turismo, mostram que o sector “é um eixo fundamental” da sua plataforma, de qualidade e capaz de seduzir a vinda de turistas e gerar rendimentos para as famílias.

“Não queremos qualquer tipo de turismo, queremos um que beneficie a ilha e que provoca o desenvolvimento”, exprimiu.

Nuías Silva que esteve em Monte Largo, revelou que a grande ambição é “transformar São Filipe num município produtivo e capaz” de abastecer o mercado nacional com produtos de alta qualidade na área de agricultura, pesca e pecuária, mas também capaz de abastecer a nível internacional.

“Pensar e materializar coisas grandes e que trazem mais oportunidades aos jovens e às famílias”, salientou.

Nas eleições de 2016, as sétimas realizadas em Cabo Verde para escolha dos titulares dos órgãos municipais, concorreram três candidatos no concelho de São Filipe, tendo o MpD (Jorge Nogueira) conquistado a câmara com 4.381 votos (48,84%), o PAICV (Eugénio Veiga) 2.563 votos (28,57%) e o GPAIS (Luís Pires) 1.882 (20,98%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro, no município de São Filipe, está inscrito nos cadernos eleitorais um total de 15.531 eleitores distribuídos por 71 mesas de assembleia de votos (mais 1.224 eleitores que em 2016, distribuídos por 52 mesas de assembleias de voto), dos quais 8.970 votaram.

Participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista), e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (um), de Santa Catarina (um), São Domingos (um), Tarrafal de São Nicolau (um), Sal (um) Tarrafal de Santiago (dois), Praia (quatro) e São Vicente (um).

Fonte: Inforpress