Autárquicas 2020/Sal: Candidatura do PAICV arranca campanha com serenata e inauguração da sede

Espargos, 08 Out (Inforpress) – A candidatura do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), na ilha do Sal, anunciou o arranque de campanha para as eleições autárquicas de 25 de Outubro, com serenata e inauguração da sede no Morro Curral.

Às zero horas desta quinta-feira, as sedes de campanha no Sal, todas em Morro Curral, nos Espargos, deram o pontapé de saída perante amigos, simpatizantes e militantes, para anunciar o arranque oficial da campanha para as eleições autárquicas 2020.

No caso do PAICV o momento foi assinalado com uma serenata substituindo assim, a habitual batucada por estas ocasiões, e inauguração de um novo espaço onde vai funcionar a sede durante este período eleitoral.

O material de campanha desta candidatura não chegou a tempo, devendo a colagem de cartazes ocorrer nos próximos dias.

Diante de um ano atípico, já que em contexto de pandemia da covid-19, as candidaturas deverão respeitar as regras sanitárias impostas pelo Código de Conduta aprovado pela Comissão Nacional de Eleições (CNE), na sequência do parecer da Direcção Geral da Saúde, como forma de se evitar a propagação do vírus.

Numa primeira reacção, e perspectivando uma “boa campanha”, Albertino Mosso, cabeça de lista do PAICV disse que vai levar ao eleitorado uma mensagem “rumo à mudança”.

“Estamos confiantes para levar avante esta mudança”, disse Tinó, como é também conhecido no meio salense, aludindo ao slogan de campanha “Respostas ousadas com Tino”, cujo jogo de palavras, reiterou, nada tem a ver com o seu nome, que a palavra “tino” no slogan, é no sentido de “sensatez, inteligência, prudência (…)”.

Albertino Mosso disse estar ciente das suas convicções, e caso for eleito, passado o estado de pandemia, a sua equipa vai trabalhar nos eixos de desenvolvimento da economia do Sal, em particular, aprimorando o turismo, pesca, pecuária, agricultura, entre outras áreas.

A candidatura do PAICV tem agendado para hoje a apresentação pública da plataforma eleitoral, e a lista dos respectivos candidatos para os dois órgãos.

Na ilha do Sal, concorrem para estas eleições autárquicas, Albertino Mosso, apoiado pelo PAICV, o grupo Independente – Sociedade em Acção para a Liberdade -, encabeçado por Adirley Gomes, e o Movimento para a Democracia (MpD), liderado por Júlio Lopes.

Nas autárquicas de 2016, na ilha do Sal concorreram quatro candidatos, sendo Júlio Lopes (MpD) que alcançou 50,88% dos votos, Démis Lobo (PAICV) que obteve 43,58 % dos votos, Jorge Rocha (UCID) com 2,82 % dos votos, e Paulo Jorge Lopes (PSD) com 0,34%.

Para as eleições do dia 25 de Outubro, na ilha do Sal, estão inscritos nos cadernos eleitorais, provisoriamente, 18.937 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 16 744, dos quais 9.633 votaram).

Participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 candidatos do PAICV, sete da UCID, dois do PP, sendo 1 no município da Praia e 1 para Assembleia Municipal na Boa Vista, e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4), São Vicente (1).

Fonte: Inforpress