Autárquicas 2020/Ribeira Grande: Odailson Bandeira diz que comunidade do Mocho se sente discriminada em relação a Cruzinha e Chã de Igreja

Ribeira Grande, 13 Out (Inforpress) – O candidato do PAICV à presidência da Câmara Municipal da Ribeira Grande, Odailson Bandeira, visitou, segunda-feira, o vale da Garça e concluiu que “a comunidade do Mocho se sente descriminada em relação a Cruzinha e Chã de Igreja”.

O candidato do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) disse que o vale do Mocho é uma localidade “um pouco esquecida” do concelho, cuja população vive, essencialmente, da agricultura e da criação animal, produto de um furo feito na localidade, até aí, extremamente árida.

“As pessoas estão a produzir agricultura irrigada, mas o acesso é péssimo”, disse Odailson Bandeira acrescentando que “as pessoas vivem com algumas dificuldades, sobretudo, pela falta de emprego e de rendimento e se sentem descriminadas em relação a Cruzinha e Chã de Igreja que têm tido uma atenção ‘mais especial’ do que Mocho que está a ficar, cada vez, mais desabitado”, disse o candidato.

Para aquela localidade o candidato anunciou que vai reforçar as iniciativas já existentes, a nível da agricultura, e melhorar aquela via de acesso que é a principal reivindicação da população local.

Em Cruzinha, o candidato reconheceu que a actual câmara municipal reabilitou cerca de 30 casas, mas constatou que há outras que precisam de intervenção, pelo que prometeu trabalhar nesse sentido, assim como a pesca carece de uma infra-estrutura de produção de gelo e de boas infra-estruturas de acesso ao mar.

“Temos de reconhecer, também, um trabalho de requalificação e lamentamos apenas que tenha sido um trabalho feito recentemente, ‘a correr’, do tipo obra de campanha”, disse.

Em Chã de Igreja, congratulou-se com a requalificação urbana, mas lamentou a escassez de habitações para os jovens, e prometeu que, se for eleito, elaborar um plano urbanístico para facilitar o acesso a terrenos para construção.

Hoje, a caravana de campanha do PAICV está na zona de Garça de Cima.

Para as eleições do dia 25 de Outubro, neste concelho, estão inscritos 13.338 eleitores, dos quais dez são cidadãos estrangeiros.

Nas autárquicas de 2016 concorreram Orlando Rocha Delgado, pelo MpD, que alcançou a maioria absoluta na câmara com 61,77 por cento (%) dos votos, Leonesa Fortes (PAICV) que conseguiu 24,77%, e António Rodrigues (UCID) que alcançou 8,51% dos votos.

Participal na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4) e São Vicente (1).

Fonte: Inforpress