Autárquicas 2020/Praia: PAICV formaliza candidatura para os órgãos autárquicos junto do Tribunal

Cidade da Praia, 14 Set (Inforpress) – O Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) entregou hoje o processo de candidatura às eleições de 25 de Outubro na Praia, encabeçada por Francisco Carvalho para a câmara municipal e Clara Marques para a assembleia municipal.

Em declarações à Inforpress após a entrega do processo no Tribunal da Comarca da Praia, o mandatário da candidatura do PAICV, Avelino Bonifácio, disse que a lista para a câmara municipal é secundada por uma mulher e a para a assembleia municipal por um homem.

A candidatura do PAICV para a câmara, sublinhou Avelino Bonifácio, integra todas as vagas que a lei lhe confere, e assume o compromisso de fazer da Praia “uma cidade de todos, com valores, que acolhe e integra os munícipes”.

Segundo este responsável, as candidaturas para os dois órgãos autárquicos são de equipas que além de preencherem requisitos legais de paridade de género, integram também as competências técnicas e políticas para a gestão da câmara e assembleia municipais da Praia.

“São equipas representativas da diversidade sociocultural e económica, mas também da situação cosmopolita que representa o concelho da Praia. São equipas que têm competências técnicas, mas conjugam também a experiência e a juventude, assim como a diversidade das várias áreas que compõe a gestão autárquica de uma edilidade com a importância da Câmara Municipal da Praia” asseverou.

Avelino Bonifácio reforçou que o PAICV apresentou uma equipa que tem plena consciência e tem valores para gerir uma câmara com valores éticos e que seja acolhedora e integradora de todas as origens de munícipes.

De acordo com o mandatário, as equipas apresentadas pelo principal partido da oposição têm todas as condições para fazer da Praia uma cidade capital que orgulha todos os cabo-verdianos.

“São as duas equipas que têm condições para fazer a Praia cumprir aquela função que deve ter, uma função acrescida em termos de visão não só do desenvolvimento autárquico da cidade, mas também do desenvolvimento sustentável de toda a ilha de Santiago”, afiançou.

Fonte: Inforpress