Autárquicas 2020/Praia: Francisco Carvalho promete fazer de tudo para dignificar a classe dos “rabidantes”

Cidade da Praia, 13 Out (Inforpress) – O candidato do PAICV, Francisco Carvalho, prometeu que caso vença as eleições de 25 de Outubro, na Praia, vai fazer de tudo para dignificar a classe dos “rabidantes” (comércio informal) que constitui a “força maior” no município.

Conforme realçou Francisco Carvalho, a candidatura do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) tem uma proposta para as pessoas que exercem a venda ambulante, tendo considerado que a maneira como a câmara da Praia vê e trata os vendedores informais não é digna.

“Há um exemplo simples, quando vamos para a ilha do Sal, Boa Vista e São Vicente, encontramos pessoas que se deslocam daqui da Praia e da ilha de Santiago e que dão vida a esses lugares. Nós, em primeiro lugar, vamos valorizar e fazer de tudo para dignificar o trabalho dos rabidantes, enquanto classe que trabalha todos os dias de Sol a Sol”, asseverou.

Isto porque, prossegue Francisco Carvalho, a atitude do PAICV perante os vendedores ambulantes é de reconhecimento, uma vez que “constituem a maior força de trabalho do município da Praia”.

De acordo com o candidato, o PAICV tem medidas concretas para este sector. Por exemplo, no mercado do Platô propõe diminuir a cobrança das taxas diárias de entrada dos vendedores, que pagam actualmente o correspondente a 110 escudos por dia, e 3 mil e tal escudos mensalmente.

Neste sentido prometeu diminuir a taxa mensal para 500 escudos, de modo a sobrar dinheiro para esses trabalhadores garantirem mais óleo, mais arroz, mais caderno e mais livros para as suas casas e para as suas famílias.

“No mercado de “sucupira”, pretendemos também reduzir a taxa para 50 por cento (%), e assim contribuir para reforçar e melhorar as condições de vida nas suas casas”, prometeu.

Por outro lado, avançou que tem planos para criar em vários pontos da cidade uma espécie de “ponto de abrigo”, um lugar onde esses vendedores possam ter oportunidades através de condições criadas, para colocarem os seus produtos, sendo que em cada um desses pontos vai ter sombra para descansarem, podendo ainda o mesmo espaço contar com casas de banho.

Para as eleições de 25 de Outubro, na Praia, estão inscritos nos cadernos de recenseamento 86.180 eleitores.

Além de Francisco Carvalho, concorrem às mesmas, Amândio Barbosa Vicente (PP), Any Reis (Sociedade Civil), Carlos Lopes (L.U.T.A), Denise Tavares (DSB), Francisco Silva (UCID), Jeremias Garcia (MPJT) e Óscar Santos (MpD).

Nas eleições de 2016 neste município concorreram cinco listas, tendo o MpD (Óscar Santos) conquistado a câmara com 62,74% dos votos, PAICV (Cristina Fontes) 32,43%, UCID (Francisco Silva) 1,77%, PP (Amândio Vicente) 0,61%, e PTS (José Augusto Fernandes) 0,26%.

Participam na corrida a estas eleições um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 candidatos do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e 1 para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4), São Vicente (1).

Fonte: Inforpress