Autárquicas 2020/Praia: Biografia de Francisco Carvalho cabeça de lista do PAICV

Cidade da Praia, 14 Set (Inforpress) – Francisco Carvalho é a escolha do Partido Africano para a Independência de Cabo Verde (PAICV-oposição) para liderar o projecto “Praia Para Todos” nas próximas eleições autárquicas.

Nascido a 04 de Dezembro 1970, Francisco Carvalho, licenciado em Sociologia e doutorando em Sociologia e Economia Históricas, se pós-graduou em Migrações, Minorias Étnicas e Transnacionalismo na Universidade Nova de Lisboa, onde fez a sua licenciatura.

Já foi director-geral das Comunidades (2012-2016), assessor da ministra das Comunidades e do ministro das Comunidades Emigradas (2010-2012) e técnico especialista, Nível I, do Ministério dos Negócios Estrangeiro e das Comunidades (2016). Exerceu ainda a profissão de professor convidado na Universidade de Cabo Verde (ano lectivo 2009/2010), técnico superior no Instituto das Comunidades (2005-2009) e director da Escola e gestor do Pólo de Calabaceira, Praia (1995-1996).

O candidato do PAICV à presidência da Câmara Municipal da Praia é, desde o último congresso ordinário (2020), membro da Comissão Política Nacional daquele partido, além de ser deputado nacional suplente (2016-2021). Foi membro do Conselho Nacional do PAICV (2013-2016), primeiro secretário do Sector Norte da Praia do PAICV (2013-2016) e deputado municipal da Praia, suplente (2012-2016).

Foi presidente e membro fundador da associação Inter-Vila e da Associação de Jovens Investigadores Cabo-verdianos (AJIC). Exerceu igualmente a função de presidente do Núcleo de Estudantes Cabo-verdianos (NEC-Nova) e presidente interino da União de Estudantes Cabo-verdianos de Lisboa (UECL).

Nas últimas eleições autárquicas de 04 de Setembro de 2016, as sétimas realizadas em Cabo Verde para escolha dos titulares dos órgãos municipais do concelho da Praia, concorreram um total de cinco candidatos, tendo o MPD (Óscar Santos) alcançado 2.2417 dos votos (62,74%), o PAICV (Cristina Fontes) alcançado 1.1587 dos votos (32,43%), a UCID (Francisco Silva) alcançado 634 dos votos (1,77%), o PP (Amândio Vicente) alcançado 217 dos votos (0,61%), e o PTS (José Augusto Fernandes) alcançado 94 dos votos (0,26%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro, estão inscritos nos cadernos eleitorais, provisoriamente, um total de 81.458 eleitores, (em 2016 o número de inscritos era de 82.198, dos quais 35.722 votaram.

Fonte: Inforpress