Autárquicas 2020/Porto Novo: Nilton Dias promete placa desportiva e requalificação urbana para Casa de Meio

Porto Novo, 17 Out (Inforpress) – O candidato do Partido Africano da Independência de Cabo Verde a presidente da câmara do Porto Novo prometeu sexta-feira construir em Casa de Meio uma placa desportiva e “levar requalificação urbana” à essa localidade do interior deste município.

Nilton Dias, que esteve em contactos com os habitantes da zona agrícola da Casa de Meio, disse ter constatado que a população local sente-se “abandonada” pela câmara municipal, que, nesses quatro anos, esqueceu-se dessa comunidade, apesar de se situar próxima da cidade do Porto Novo (fica a sete quilómetros de distância).

“A população da Casa de Meio está muito decepcionada com a câmara municipal e com a política, já que foi totalmente abandonada nesses anos”, sublinhou Nilton Dias, para quem essa comunidade clama por “uma grande requalificação urbana”.

Referindo-se ao desemprego, que, a seu ver, afecta a juventude local, Nilton Dias, se for eleito, prometeu criar “oportunidades” aos jovens locais para a prática do desporto, com a construção de uma placa desportiva, mas também se comprometeu a apoiar os agricultores na modernização da agricultura e no escoamento dos seus produtos.

“Casa de Meio precisa de mais apoios na modernização e dinamização da agricultura. Vamos apoiar os agricultores no escoamento dos produtos”, sublinhou este candidato, que disse esperar ganhar as autárquicas do dia 25 de Outubro “para dar uma atenção diferente” à Casa de Meio.

Os agricultores aproveitaram a estada do candidato do PACV em Casa de Meio para queixar-se da “situação difícil” em que vivem e do “abandono” dessa localidade, uma preocupação que Nilton Dias espera poder ajudar a resolver, desde que a população da Casa de Meio confie na sua candidatura.

“Pedimos à população da Casa de Meio para confiar na nossa candidatura, porque pretendemos dar uma atenção diferente à esta localidade. Vamos trabalhar na requalificação urbana e no apoio aos agricultores”, notou.

Nilton Dias disse pretender “trabalhar para todo o concelho”, ou seja, “distribuir os recursos para todas as localidades” para que “o desenvolvimento possa chegar a todas às pessoas”, avançou.

Nas autárquicas de 2016, no concelho do Porto Novo concorreram os candidatos Aníbal Azevedo Fonseca (MpD), que alcançou 49,79 % dos votos, e Rosa Lopes Rocha (PAICV), que obteve 46,78%.

Para as eleições do dia 25 de Outubro, em Porto Novo, estão inscritos 13.324 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 12.506, dos quais 9.066 votaram), que escolherão, a 25 de Outubro, os órgãos autárquicos para dirigirem o município nos próximos quatro.

A nível nacional participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista, e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4) e São Vicente (1).

Fonte: Inforpress