Autárquicas 2020/Porto Novo: Nilton Dias foi à Ribeira Corujinha prometer campo relvado e mais requalificação urbana

Porto Novo, 13 Out (Inforpress) – O candidato do PAICV a presidente da câmara do Porto Novo, Nilton Dias, esteve, segunda-feira, em Ribeira Corujinha, um dos bairros mais populosos deste município, onde prometeu construir um campo relvado e apostar na requalificação urbana.

Para Nilton Dias, Ribeira Corujinha é uma zona de “grandes talentos”, sobretudo no desporto, razão pela qual vai apostar, caso seja eleito, na construção de um campo relvado nessa localidade, mas também em mais requalificação urbana (calcetamentos e criação de espaços verdes) e na melhoria das habitações.

Porto Novo, a seu ver, precisa de outras infra-estruturas desportivas, como destaque ainda para o polidesportivo coberto, assegurando que o desporto vai merecer “uma atenção especial” da sua equipa, se vencer as eleições marcadas para 25 de Outubro.

Nilton Dias prometeu, por outro lado, “uma câmara diferente”, que trabalhará para servir os munícipes, “uma câmara que não confunda as pessoas, como tem acontecido até agora”, avançou.

“Vejo que foi nomeada uma presidente de câmara substitua, a vereadora Maísa Pinto. A Comissão Nacional de Eleições, perante a queixa do PAICV, deliberou que não podia entrar, directa ou indirectamente, na campanha eleitoral, porque fere o Código Eleitoral, mas constatamos que, no dia a dia, ela continua a participar nas acções de campanha do MpD”, denunciou Nilton Dias.

Segundo o candidato do PAICV, “isso é uma coisa”  que promete mudar no município do Porto Novo, “porque tem que haver separação entre a câmara, enquanto instituição, e o partido”.

Nilton Dias disse ainda que o centro da juventude do Porto Novo foi transformado numa “sede de campanha do MpD”, partido que suporta a câmara municipal, gestora deste centro, que tem estado, a seu ver, “a politizar os jovens de forma excessiva”.

Na sua deslocação à Ribeira Corujinha, o candidato do PAICV referiu-se ainda à importância de um hospital para este concelho, que dispõe apenas de um centro de saúde, que já não responde às necessidades dos porto-novenses.

“Um hospital é fundamental para Porto Novo, para dar às pessoas melhores condições de saúde”, sublinhou Nilton Dias, que defendeu ainda a construção do centro de saúde em Ribeira das Patas.

Nas autárquicas de 2016, no concelho do Porto Novo concorreram os candidatos Aníbal Azevedo Fonseca (MpD), que alcançou 49,79 % dos votos, e Rosa Lopes Rocha (PAICV), que obteve 46,78 %.

Para as eleições do dia 25 de Outubro, em Porto Novo, estão inscritos nos cadernos eleitorais 13.324 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 12.506, dos quais 9.066 votaram), que escolherão, a 25 de Outubro, os órgãos autárquicos para dirigirem o município nos próximos quatro anos.

A nível nacional participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista, e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4) e São Vicente (1).

Fonte: Inforpress