Autárquicas 2020/Brava: Candidatura do PAICV almeja “transformar” a ilha e ser “mais activa” a nível social

Nova Sintra, 08 Out (Inforpress) – A candidatura do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV- oposição) defendeu hoje que o propósito da equipa é “transformar” a ilha e torna-la “mais activa” a nível social e geradora de rendimentos.

Clóvis Silva, em declarações à imprensa avançou que o motivo da entrada nesta corrida à liderança da câmara municipal foi a avaliação que tem feito da ilha nos últimos anos que, segundo o mesmo, “não se pode dizer que não está sendo feito nada, mas que deve ser feito mais e melhor”.

Conforme justificou, o nível da pobreza na Brava está aumentando e há que encará-la “como um desafio que deve ser vencido, e não basta ter uma boa ideia”.

Daí, sublinhou que é preciso “ser mobilizador” da comunidade internacional principalmente os emigrantes, das empresas e instituições que possuem a capacidade para investir na ilha e de meios financeiros, para que a equipa possa conseguir investir nos sectores que vai apoiar-lhes no combate à pobreza.

Como prioridade, a sua equipa quer intervir primeiramente, junto das famílias que “estão a viver numa situação de pobreza”, assim como, preparar um cenário do projecto principal que é ligado ao sector da pesca, que, conforme avançou, tem de ser feito no primeiro ano deste mandato.

Também, pretende-se investir nos sectores que empregam pessoas na Brava, elencando a pecuária e a agricultura, e criar nas pessoas a confiança de que “é importante se reunirem e se organizarem para combater a situação da pobreza”.

A candidatura do PAICV tenciona criar um Banco Alimentar com sede em Nossa Senhora do Monte e com representação em todas as comunidades com famílias que passam por dificuldades e vai ser feita em parceria com as diversas instituições ligadas a esta causas, existentes no país.

Pretende-se ainda, intervir no sector do comércio, fazer com que a ilha seja “mais activa” reavivando algumas actividades antigas que caíram no desuso, que, segundo o candidato, liga o desporto a práticas saudáveis, “principalmente o teatro e música”, incluir o cinema ao ar livre e reactivar os campeonatos das diversas modalidades desportivas.

A caravana do PAICV tinha agendada a primeira acção porta-a-porta para esta tarde em Nova Sintra, mas devido ao mau estado do tempo, foi adiada.

Nas últimas eleições autárquicas de 04 de Setembro de 2016, as sétimas realizadas em Cabo Verde para escolha dos titulares dos órgãos municipais da Brava, que concorreram um total de dois candidatos, neste concelho, o MpD (Orlando Balla) alcançou 1.673 votos, que corresponde a 58,99% dos votos, e o PAICV (Manuel Gomes) 1.111 votos correspondente a 39,17% dos votos.

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro, estão inscritos nos cadernos eleitorais na ilha um total de 4.830 eleitores, em 2016 o número de inscritos era de 4.435, dos quais apenas 2.836 votaram.

Participam na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 candidatos do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4), São Vicente (1).

Fonte: Inforpress