Autárquicas 2020/Boa Vista: Cláudio Mendonça diz que Estância de Baixo é uma “zona abandonada nestes últimos quatro anos”

Sal Rei, 16 Out (Inforpress) – O candidato do PAICV à presidência da câmara da Boa Vista considera que Estância de Baixo é uma “zona abandonada” nestes últimos quatro anos e compromete-se, caso seja eleito, “centralizar nas pessoas, sem deixar nenhuma zona de fora”.

Por esses dias, Cláudio Mendonça esteve nas zonas de Bofareira e Estância de Baixo, e uma das prioridades deste candidato, como disse à Inforpress, será, enquanto câmara, “ter uma gestão aberta, em que as pessoas estão em primeiro lugar”.

“Sentimos, e a população diz-se estar abandonada. Por isso, não queremos levar esta ângulo no futuro para a população de Estância de Baixo”, afirmou, reiterando “o abandono da localidade nos últimos quatros anos, por parte da equipa camarária”.

O candidato concretizou que é visível este afastamento, e apercebeu-se durante a recepção da sua comitiva, o “descontentamento” da população, com a apologia de que “foram tratados como filhos de fora, sem lhes dar a devida atenção”.

“Comprometemos com Estância de Baixo que iremos ser uma edilidade mais próxima, mais transparente, mais coerente, e não deixaremos ninguém de fora”, garantiu Cláudio Mendonça, indicando que as pessoas querem uma nova equipa na câmara a partir do dia 25 de Outubro.

Sobre as propostas para esta localidade, explicou que sendo esta zona centrada entre a ribeira de Rabil, zona potencialmente agrícola, e deserto de Viana, localidade essencialmente turística, compromete-se a “dar atenção especial a estes dois sectores”.

Promete apoiar, incentivar os agricultores, e criar condições neste sector, para trazer a pujança económica que em tempos esta localidade já teve, e enquanto que no Deserto de Viana, “terá que ser incluída no roteiro turístico da ilha, e regulamentada, dando-o a sua devida importância, conservando a sua orografia.

Nas autárquicas de 2016, na ilha da Boa Vista concorreram três candidatos, José Luís Santos (Basta), que ganhou a câmara com 57,56 por cento (%) dos votos, José Pinto Almeida (MpD), que obteve 30,60% votos e José Henrique Cruz (PAICV), com 10,32%.

Para as eleições do dia 25 de Outubro neste município estão inscritos 8.140 eleitores, distribuídos por 34 mesas de assembleias de voto. Em 2016 o número de inscritos era de 6.826, dos quais 4.340 votaram.

Dois candidatos concorrem à presidência da Câmara Municipal da Boa Vista, sendo José Luís Santos (MpD), que concorre à própria sucessão, e Cláudio Mendonça (PAICV). O Partido Popular apresentou uma lista somente para a Assembleia Municipal, encabeçada por Sérgio Corrá.

Na corrida para as autárquicas de 25 de Outubro participa um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para a Assembleia Municipal da Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), de São Domingos (1), do Tarrafal de São Nicolau (1), do Sal (1) do Tarrafal de Santiago (2), da Praia (4) e de São Vicente (1).

Fonte: Inforpress